The Sunflowers anunciam novas datas e lançam novo single

the-sunflowers

 

Os The Sunflowers acabam de lançar um novo single e  anunciam novas datas ao vivo. A banda mais bonita e selvagem a sair do amial, os Sunflowers são tudo o que não se espera: psych punk cheio de fuzz, feedbacks, histórias de aliens, rock garageiro sujo e suado a bater no vermelho. São apenas dois mas por vezes parecem uns doze. Carolina Brandão, na bateria, e Carlos Jesus, na guitarra editam novo tema.

 

 

“Post Breakup Stoner”, o novo tema, aborda algo que todos já fomos, somos e vamos ser. É o partir de metade da alma e da forma como lidamos com isso. A dor, a cura e a ressaca são fundamentais no comportamento do ser humano e na música dos Sunflowers. Uma música catchy de rock pop limpinho à moda do rock n’ roll dos anos 50. Esta faixa de música pop agora recebe um vídeo bem original. Este vídeo foi feito em 2 horas e com um telemóvel.

 

 

Para além deste novo single, a tour de apresentação do álbum dos Sunflowers continua. Antes do ano acabar vão ao Barreiro Rocks onde, dizem os peritos, deram um dos concertos mais memoráveis da história do festival em 2015. A partir da viragem de ano vão voltar a fazer o que sabem fazer de melhor: andar por Portugal de guitarra em punho a espalhar caos e a boa nova do Fuzz. A acompanha-los vão estar os Moon Preachers, vindos directamente da Margem Sul.

 

No dia 20 de Janeiro vão estar no CAEP, Portalegre; a 21 de Janeiro no Carmo 81, Viseu; a 18 de Fevereiro actuam no Aniversário Pointlist, Damas, Lisboa; a 24 de Feveiro deslocam-se até o TBC, em Bragança; a 25 de Fevereiro vão estar na Porta 11, em Monção; a 03 de Março o concerto dos Sunflowers acontece na Sé La Vie, em Braga e no dia seguinte, 04 de Março deslocam-se até ao Vale de Pandora, em Vale de Cambra.

 

 

Depois de terem lançado vários EP’s, editaram o primeiro álbum, “The Intergalactic Guide to Find the Red Cowboy”. A energiam que deixam transparecer nas músicas apresentam influências que vão desde o punk e a corrente psicadélica dos anos 60 até ao clássico rock and roll e música surf dos anos 50. Este disco mostra o crescimento dos Sunflowers, sem nunca deixar de lado a sua identidade tão própria.

 

 

É uma colecção de 10 músicas sobre os já habituais encontros paranormais, pizza, erva, cowboys espaciais e experiências do dia-a-dia, repleta de guitarras altas, baterias loucas, feedbacks incontroláveis e gritos constantes. É, acima de tudo, um trabalho de que se orgulham de apresentar e que transmite a sensação que a banda cresceu dentro de si mesma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.