Teatro Aberto regressou hoje ao teatro

Foi através de comunicado, enviado às redacções, que o Teatro Aberto, em Lisboa, anunciou o regresso dos funcionários ao serviço.

Após análise cuidada das recomendações das autoridades competentes e do plano de desconfinamento, a equipa do Teatro Aberto regressa ao teatro para preparar os próximos espectáculos e as novas formas de relação com o público.

Durante todo o período em que decorreu o estado de emergência e a quarentena obrigatória, estivemos com os nossos espectadores e disponibilizámos em www.teatroaberto.com o registo de alguns dos nossos espectáculos. Comemorámos o 25 de Abril, em confinamento e on-line, com a transmissão de um concerto único com canções de Fernando Lopes Graça e direcção musical do maestro João Paulo Santos. Agradecemos as centenas de mensagens que nos chegaram nos mais variados formatos. Foi bom sentir o carinho dos nossos espectadores durante estas semanas tão longas.

Terminado o estado de emergência vamos entrar num outro estado, de reflexão, mas também de incerteza em relação ao futuro próximo da nossa arte. O teatro é feito de proximidade e não de distanciamento. O verdadeiro teatro é feito ao vivo e não através de plataformas. O teatro é feito de pessoas, os actores, que se tocam, que respiram e que interpretam personagens com corpo, voz e emoções.

A presença dos espectadores é fundamental para que aconteça teatro. A palavra teatro deriva do grego theatron: que significa o lugar de onde se vê. E só com a certeza da presença do público é que se pode olhar para o teatro como lugar de encontro da sociedade consigo própria.

Hoje é urgente o teatro, porque é urgente sermos humanos. Sermos solidários e não solitários. A nossa arte vive o presente como nenhuma outra mas, neste momento, a nossa esperança está no futuro que podemos construir juntos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.