Teresa Tapadas ao Infocul: 10º Encontros de Fado em Almada, novo disco e próximos concertos!

O 10º Encontro de Fados de Almada está quase a chegar e entre os convidados deste ano estará Teresa Tapadas, na final. Em entrevista ao Infocul.pt a fadista falou sobre o que levará em consideração enquanto jurada, a agenda para 2016, e um novo disco prestes a sair, gravado ao vivo no Centro Cultural de Belém.

 

O calendário de 2016 dos Encontros de Fado de Almada é cumprido a 27 de Maio (Primeira Eliminatória, com oito concorrentes e o fadista convidado António Pinto Basto), 11 de Junho (Segunda Eliminatória com oito concorrentes e a fadista convidada Luísa Basto) e 18 de Junho (Final, com os oito fadistas apurados nas duas eliminatórias, quatro em cada, e a fadista convidada Teresa Tapadas). Durante todo o concurso os fadistas (concorrentes e convidados) serão acompanhados por André M. Santos (viola de fado), Hugo Edgar (guitarra portuguesa), Vasco Sousa e Rodrigo Serrão (contrabaixo).

 

 

A fadista Teresa Tapadas em entrevista ao Infocul.pt dá alguns conselhos aos participantes e informa quais os critérios a que dará mais atenção na avaliação aos concorrentes.

 

 

Quando surgiu o convite para participar no 10º Encontros de Fado de Almada?

 

O convite surgiu acerca de 2/3 meses através de um dos anfitriões. Sem dúvida uma enorme honra poder estar no júri da final deste 10º Encontros de Fado de Almada.

 

 

Como vê esta e outras iniciativas que promovem o surgimento de novos valores para o Fado?

 

Sinceramente acho Fantástico. Estou certa que se não houvessem estas iniciativas muitas das vozes da actualidade ainda estariam por saltar para a ribalta…

 

 

Quais os conselhos que dá a quem quer cantar Fado?

 

Como em tudo na vida nunca esquecer os valores de base como o Respeito – em 1º lugar e sobretudo pelo próprio género musical Fado (o que inclui música, letra, respectivos autores – letristas e compositores e criadores dos mesmos), em 2º lugar pelos colegas – fadistas, músicos, técnicos de som e luzes, no caso dos palcos e no caso de casas de fados – todo o staff fixo e pelo tempo dos outros – não chegar atrasado!!! A Capacidade de Trabalho como em todas as áreas de trabalho…10% Inspiração que neste caso é Dom e 90% de transpiração que terá de ser trabalho (ensaios, aulas de canto, pesquisas de novos poemas, novos arranjos e tudo mais…)

 

 

Que repertório está a preparar para levar ao Encontro de Fado?

 

Uma parte do meu alinhamento de espectáculo será repertório próprio e a outra, fados que já canto desde há muitos anos a esta parte e com os quais o público me identifica.

 

 

Como jurada quais serão as qualidades a que dará mais importância no concorrentes?

 

Todas as qualidades estarão a ser avaliadas, mas a afinação, o compasso, a dicção, a interpretação, o saber estar em palco serão as principais.  

 

 

A titulo particular, que novidades podemos esperar de Teresa Tapadas em 2016 a nível de discografia e concertos?

 

Bem … Há um Cd prontinho a sair para o mercado gravado ao vivo no CCB e que como tal tem o nome – Teresa Tapadas ao vivo no CCB. A nível de concertos felizmente a agenda está bem composta. Datas mais próximos a destacar;

  • 27 Maio – Sesimbra
  • 3 Junho – Paredes de Coura,
  • 4 Junho – Festival Caixa Ribeira, Porto
  • 10/11 Junho – Alemanha
  • 18 Junho – Almada- 10º Encontros de Fados de Almada

 

 

Sendo uma acérrima defensora das tradições teve recentemente algo que a deixou muito honrada. O que foi e como surgiu essa possibilidade?

 

Sem dúvida uma acérrima defensora da tradições em especial à Antiga Portuguesa. Sou uma apaixonada por folclore, pelo mundo dos cavalos e dos touros e acima de tudo pelo fado!!! Fui convidada para ser Romeira Mestre da Confraria dos Romeiros de São Martinho – Golegã. Todos os anos muda o/a Romeiro/a Mestre e este ano 2016 sou eu. Tomei posse no dia 29 maio 2015 e finda agora no dia 13 Maio aquando da realização da Romaria Anual a São Martinho – da qual sou a principal responsável pela organização. Em 15 anos de romaria sou a 2ª senhora a ter o cargo… A 1ª foi a Sra D. Madalena Abecassis. 

 

 

Sendo uma das fadistas que actua frequentemente no estrangeiro como é a reacção do público internacional ao Fado?

 

A reacção é sempre Óptima e cada vez mais as actuações no estrangeiro são para público local nacional em concertos em auditórios, teatros e festivais … Público esse que já tem um enorme e por vezes profundo conhecimento sobre o Fado. Por outro lado, actuar para as nossas comunidades espalhadas pelos 4 cantos é sempre uma sensação maravilhosa …. Encontramos “pequenos Portugais” por este mundo fora.

 

 

Como convida o público a ir assistir aos Encontros de Fado em Almada?

 

Não perca a oportunidade de passar um agradável serão repleto de surpresas e emoções em companhia da nossa canção nacional…Dia 18 Junho – Uma noite em que todos os seus sentidos irão vibrar de emoção!

 

 

Como vê o estado actual do Fado depois de ter sido considerado Património Imaterial da Humanidade?

 

O fado está na moda desde à uns anos … Desde que foi galardoado com tal distinção a afluência foi ainda maior … O tempo como em tudo na vida se encarregará de fazer a triagem. Mas o Fado está de boa saúde e recomenda-se. Óptimas vozes, excelentes instrumentistas, novos letristas e compositores de elevadíssima qualidade, público interessado e conhecedor. Não podemos ambicionar mais.

 

 

Onde podemos ouvir Teresa Tapadas em breve?

 

Todos os domingos e 2ªf canto em Alfama – Lisboa, em duas casas de fado. Às 21h no “Fado em Si” e a fechar o espectáculo sensivelmente por volta das 22h15 no “Páteo de Alfama”.

 

 

Uma mensagem para os seus seguidores.

 

Um Beijinho repleto de carinho e amizade e vamo-nos encontrando por aí…

 

 

Fotografia: Facebook Oficial Teresa Tapadas

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6389 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.