Tiago Andrade Nunes: ‘A Vida Passa’ demonstra “alguma nostalgia e saudosismo; não esquecendo o futuro”

D.R.

 

‘A Vida Passa’ é o tema de Tiago Andrade Nunes, com a participação de Vitorino, e que está desde ontem disponível no Youtube, acompanhado do respectivo videoclipe.

Tiago Andrade Nunes concedeu declarações ao Infocul para revelar um pouco mais sobre este tema.

Compus este Tema do início ao fim, ou seja letra, melodia e produção”, começou por nos dizer, acrescentando que “tenho ideia que a minha inspiração vem do simples facto de pensar, e pensar passa também, por pensar na vida. E se pensarmos nela apercebemos-nos que “A Vida Passa”. E quando esse momento chegar, vamos parar e reflectir. No meu caso essa reflexão é feita, como o tema demonstra, com alguma nostalgia e saudosismo; não esquecendo o futuro”.

Assume que “sempre me assustou o simples facto da vida passar e às vezes sem sequer nos apercebermos (devido ao ritmo intenso dos dias de hoje), que cada vez avança mais rápido. Nesse ritmo acelerado, a verdade é que muitas vezes não conseguiríamos sequer dar-lhe resposta. Mas há e deve haver uma altura que vamos todos ter de parar e perceber individualmente qual deverá ser o nosso sentido de vida e conscientes desta realidade, procurarmos a nossa própria identidade. Tal como diz o tema “…o que era eu já fui agora vou ser o que sou…”!

Este dueto com Vitorino foi uma ideia que “surgiu naturalmente”.

Explicou-nos que “naquilo que faço, faço-o sempre com verdade. E quando se faz algo com verdade, as coisas tendem-nos a sair bem. Penso que o Vitorino compreendeu a minha simplicidade e achou que era necessário que fosse ouvida. O primeiro tema que apresento e logo com o Vitorino. E aqui a honra é minha”.

Na gravação deste tema foi acompanhado por José Manuel Duarte (guitarra portuguesa), João Vinhas (guitarra), Cátia Alexandra Santos (Viola d’arco) e por Pedro Castro (baixo acústico).

No videoclipe (que podemos ver mais abaixo) explica que “faz tudo parte da minha maneira de ser, o passado, claramente evidente pelo meu saudosismo intrínseco. O Futuro é retratado na minha mensagem, de incentivo, de esperança e renovação”.

Explicou-nos a mensagem que pretende transmitir, desconstruindo o refrão ‘...A Vida Passa não volta, o que era eu já fui agora vou ser o que sou…”

…A vida passa…” retrata a consciencialização de que o tempo urge”, “...O que era eu já fui…” deixar o passado lá atras para podermos prosseguir” e “…Agora vou ser o que sou…” a minha mensagem de esperança a quem a ouve. Se ainda não pensou, fazer pensar no que realmente quer ser”.

E “por isso retratei as mais diversas profissões desde o desporto às artes marciais, plásticas, preformativas, equestres, musicais, até ao taxista e uma professora, entre outras. Quanto às crianças quis retratar nelas o sonho, de poderem ir decidindo ingenuamente aquilo que realmente querem e podem vir a ser. E não seria bom podermos de vez e quando sonhar como elas?”, diz-nos quando questionado sobre os vários elementos que podemos identificar no vídeo.

Disse ainda ao Infocul que este tema “antecede um disco de originais” e que entre as novidades, que está a preparar, encontram-se “o disco, do qual este tema fará parte, e um Livro em fase de edição, que espero muito em breve poder partilhar convosco”.

Este tema integra a banda sonora da mais recente novela da SIC, ‘Terra Brava’, e Tiago assume que é “outra honra que tive com este tema. Poder ouvi-lo nesta grande produção é para mim motivo de orgulho”, explicando depois como surgiu esta possibilidade: “Foi ouvida e escolhida pela Produtora e devo confessar que já produzi este tema há algum tempo. Quando soube da escolha, tive obrigatoriamente que a mostrar a todos vós. E tê-la guardado e apresentado neste momento penso que foi a atitude mais certa”.

O videoclipe foi gravado na Quinta da Serralheira, “propriedade da empresa Damasceno Wines, também minha patrocinadora. A escolha assenta, essencialmente, na sua beleza, com vários ambientes para se filmar, entre vinhas e campo, foi sem dúvida o local ideal. Se juntarmos tudo isto aos magníficos vinhos que produzem, melhor ainda”, disse-nos ainda.

Aguardam-se, portanto, várias e boas novidades de Tiago Andrade Nunes.

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6411 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.