Tom Odell traz novo disco de Terras de Sua Majestade

tom odell

 

O Reino Unido já deu inúmeros músicos/bandas ao mundo, sendo Tom Odell o nome mais recente a juntar-se aos dos Beatles, as Spice Girls ou os Coldplay como alguns dos representantes do melhor que se faz/fez na música inglesa.

 

 

No segundo disco Tom Odell fez tudo certo para que “Wrong Crowd”, que foi lançado três anos depois do primeiro, seja um sucesso. Neste trabalho ele contou com a ajuda de Jim Abiss, que anteriormente trabalhou com os Arctic Monkeys, para apresentar da melhor forma os onze temas que compõe este disco que traz uma outra maturidade em relação ao disco anterior. 

 

 

É um trabalho muito mais dançante e alegre mas em momentos volta com a sua voz angelical e senta-se ao piano para nos encantar. As letras de Tom Odell são sempre carregadas de muita emoção e a sua interpretação puxa ainda mais ao sentimento nas diferentes músicas.

 

 

“Wrong Crowd” é um disco bem pop mas com alguma música electrónica. Algumas das canções deste trabalho são: “Jealousy”, “Constellations” (o quarto tema do disco é possivelmente uma das músicas mais calmas, mais intimas, que podemos encontrar neste trabalho. Nesta balada podemos ouvir um piano e instrumentos de cordas em algumas partes da canção), “Magnetised” (dá-nos uma grande vontade de cantar a plenos pulmões até ficarmos sem ar. Este é o segundo tema do álbum), “Concrete” (este é o terceiro tema do disco e traz um som bem mais soul que fica muito bem na voz de Tom Odell. Aqui os agudos funcionam muito bem com as guitarras que vão aumentando de volume) ou “Silhouette” (nesta sétima canção temos um tema com toques de indie/pop e electrónico mas sem esquecer a grandiosidade orquestral que aqui também podemos encontrar. É a banda sonora perfeita para o fim do verão perfeito que ainda nem chegou). Em todas as músicas podemos denotar alguns traços da personalidade do jovem cantor britânico.

 

 

A primeira canção do disco e aquela que dá nome ao mesmo é “Wrong Crowd”, possivelmente uma das melhores músicas já cantadas por Tom Odell. É um tema bem electrónico que vai ganhando uma força que facilmente culmina numa qualquer pista de dança do mundo. Esta é uma canção que fica rapidamente na cabeça mas que, lá no fundo, não perde a melancolia que o inglês nos habituou e nos leva a querer descobrir o nosso lugar no mundo e quem somos de verdade.

 

 

Outros dos temas a destacar neste disco é “Sparrow”, o piano, os instrumentos de percussão e o baixo introduzem o ouvinte a esta música e à voz de Tom Odell, ou “Daddy”, um tema mais roqueiro e obscuro. Bem diferente do estilo que Tom Odell costuma cantar mas que encaixa perfeitamente no seu registo devido à potência que transmite nas suas interpretações.

 

 

Segue-se “Still Getting Used To Being On My Own”, uma canção com um título algo comprido e que necessita de ser escutada alguma vez até se compreender o que o músico pretende passar com este tema. É uma boa canção com umas guitarras poderosas, um estilo que promete prender ainda mais os fãs ao cantor britânico.

 

 

Os temas de “Wrong Crowd” prometem ficar na memória de todos por um bom tempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.