Tributo a Zeca Afonso no Museu do Oriente

Single_Indios_da_Meia_Praia-min

 

No 30º aniversário da morte de Zeca Afonso, o Museu do Oriente vai expor a discográfica de um dos cantautores mais emblemáticos da música portuguesa do século XX. Esta exposição poderá ser vista de 07 de Julho a 24 de Setembro.

 

 

“Desta canção que apeteço” mostra partituras, livros, fotografias, recortes de imprensa e uma dezena de instrumentos musicais, a par de registos sonoros e um vídeo. Resultado de um trabalho de pesquisa de Miguel Gouveia e Cláudia Lopes, a exposição compreende toda a obra discográfica de Zeca Afonso desde a edição, em 1953, do seu primeiro registo fonográfico nos estúdios da Emissora Regional de Coimbra, até 1985, data do seu último disco “Galinhas do Mato”. 

 

 

Destaque ainda para o concerto inaugural com Rui Pato e António Ataíde e os testemunhos inéditos de alguns artistas que gravaram com José Afonso como Levy Baptista, Paulo Alão, José Mário Branco, Michel Delaporte, José Luís Iglésias, Octávio Sérgio, Carlos Zíngaro e Júlio Pereira.

 

 

“O que se apresenta resulta do trabalho possível perante um objecto de estudo revestido de alguma complexidade, que advém do facto de estarmos perante uma obra que atravessa períodos onde o rigor informativo que as editoras colocavam nos seus discos, em particular nos EP, deixa bastante a desejar. Assim, tentar recuperar esse rigor a tantos anos de distância não foi, de facto, tarefa fácil, exigindo um aturado esforço de investigação e, sobretudo, de comparação de fontes, embora muitas delas atraiçoadas pela memória e pela perpetuação de erros na atribuição de datas e autorias de letras e músicas. Consideramos, no entanto, que a panorâmica em exposição em ‘Desta canção que apeteço, obra discográfica de José Afonso 1953/1985’ não deixa de se constituir como uma base sólida para o estudo e discussão de uma das obras mais marcantes da música popular mundial”, afirmam os investigadores.

 

 

A exposição “Desta canção que apeteço” pode ser visto de 07 de Julho a 24 de Setembro e as entradas custam 6€.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.