Vaarwell editam “Homebound 456” e apresentam-no ao vivo no CCB, Salão Brazil e Casa da Música

Vaarwell1

 

O disco de estreia de Vaarwell, «Homebound 456», chegou às principais plataformas online no dia 10 de Março. Isto depois da banda ter dado a conhecer em Fevereiro o tema e vídeo de «YOU», o primeiro single que já roda em diversas rádios nacionais e internacionais, incluindo a britânica BBC Radio 1, e que atingiu cerca de 30.000 audições no Spotify depois de apenas 2 semanas online. 

 

 

O disco será apresentado ao vivo no dia 16 de Março no pequeno auditório do Centro Cultural de Belém (Lisboa), no dia 17 de Março no Salão Brazil (Coimbra) e no dia 18 de Março no Café Casa da Música (Porto). Os bilhetes para o concerto do Centro Cultural de Belém estão disponíveis para pré-venda na Ticketline e nos locais habituais. 

 

 

Os Vaarwell são uma banda nascida em Lisboa em finais de 2014 e composta por Margarida Falcão (voz, guitarras, teclados e sintetizadores), Ricardo Nagy (guitarras e teclados) e Luís Monteiro (baixo e sintetizadores). Ao vivo, são acompanhados por André Paiva e Tomás Borralho.

 

 

O EP de estreia da banda, «Love and Forgiveness», saiu em 2015 e chamou à atenção de alguma imprensa nacional e internacional, tendo o vídeoclip do single «Perfectly Fine» sido estreado na internacional Stereogum. O single «Branches» foi ainda escolhido por Henrique Amaro para integrar a colectânea Novos Talentos FNAC nesse ano. Recentemente, um tema inédito da banda foi incluído na banda sonora duma exposição do Philippe Starck no Groninger Museum (Holanda), apresentada no âmbito do festival Eurosonic Noorderslag 2017.

 

Este disco contem 12 temas escritos por Margarida Falcão (música e letras) e Ricardo Nagy (música e produção) e foi gravado por Joaquim Monte no Namouche Estúdio, misturado e co-produzido por Paulo Mouta Pereira e masterizado por Miguel Pinheiro Marques (SDB Mastering). Para além dos Vaarwell, o disco conta ainda com a participação de Tomás Borralho (Anthony Left) e Diogo Teixeira de Abreu (Lotus Fever) nas baterias, Paulo Mouta Pereira (David Fonseca) no piano e Bernardo Afonso (Lotus Fever) nas teclas. 

 

O design foi da responsabilidade d​e​ Manuela Abreu Peixoto. 

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6768 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.