“Viagem à Sombra”, de Gil Heitor Cortesão, patente em Vila Nova da Barquinha

gil heitor cortesao_the fall

 

 

A exposição  “Viagem à Sombra”, de Gil Heitor Cortesão, vai estar patente na Galeria do Parque, em Vila Nova da Barquinha, de 07 de Outubro de 2017 a 14 de Janeiro de 2018.

 

 

Gil Heitor Cortesão é um artista plástico natural de Lisboa, que já apresentou as suas obras no país e no estrangeiro, que normalmente, nos seus trabalhos, parte de imagens que encontra em jornais e revista e que retratam a actualidade, modificando-as mas sem nunca apagar a relação de reconhecimento que poderemos ter com elas.

 

 

Gil Heitor Cortesão anula a efemeridade deste mundo colocando as imagens num suporte pictórico que as protege de contaminações e desgastes. As suas pinturas têm como factor dominantes as habitações.

 

 

Podemos ver tendas dos nativos americanos, casas de arquitectura popular ocidental ou casas referenciadas a grandes arquitectos modernos. Na segunda parte desta exposição a água e as catástrofes serão dominantes. As inundações e os fogos são algumas das catástrofes que podem abalar estas estruturas.

 

 

Estas obras explora a apropriação cultural e mostra alguns exemplos de controlo do mundo pelo homem ou da sua desregulação e perda de controlo. São imagens que nos provocam inquietação e não se extingue depois de vermos estas obras.

 

 

Esta exposição é uma parceira entre o Município e a Fundação EDP, sendo a mostra comissariada por João Pinharanda. A entrada nesta exposição é gratuita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.