turismo

 

Lisboa tem durante esta semana a decorrer no Parque das Nações a Web Summit e entre as várias actividades que por lá se realizam , o Infocul conversou com uma empresa nacional sobre a sua participação no evento e também com alguns artistas que integram a actividade paralela à Web Summit, organizada pelo Turismo de Portugal.

 

 

 

A EDP no seu stand convida as empresas, startups e todos os que tenham uma ideia a necessitar de investimento a andar de… carrossel. Ou seja de um modo inovador e descontraído, todos os que queiram apresentar a sua ideia/negócio à EDP, são convidados a durante um minuto no período da manhã andarem de carrossel e nesse período exporem o seu projecto. Entre as 12:00 e as 14:00, são seleccionados os quinze melhores de cada dia, e durante a tarde são realizadas reuniões com aproximadamente 20 minutos onde as ideias são expostas mais profundamente.

 

 

O Infocul falou com Tomás Moreno por parte da EDP que nos revelou que “este carrossel foi uma forma de tentarmos trazer para a Web Summit uma fórmula divertida de mostrar e chamar a atenção para aquilo que fazemos durante todo o ano que é procurar ideias, startups, empresas com conceitos inovadores ligados ao nosso negócio, que nós possamos apoiar de alguma forma” antes de acrescentar, “essas formas são: o nosso fundo de capital de risco, a EDP Adventures, temos uma incubadora com bastante sucesso que é a EDP Starter, e depois também desenvolvemos parcerias bilaterais com empresas e startups. O que nós fazemos aqui para além das conversas que vamos tendo todos os dias, convidamos as startups a sentarem-se no nosso carrossel e em um minuto fazerem um pitch, ou seja venderem-se a nós, explicarem o que é o conceito, a empresa e porque é que eles melhorariam uma parte do negocio da EDP, seja ele qual for. Nós, depois destes pitch’s, seleccionamos diariamente as quinze melhores, as mais originais e com melhor enquadramento no negócio da EDP, com mais viabilidade técnica e capacidade de escalabilidade e convidamos a terem umas reuniões mais aprofundadas connosco aqui na Web Summit na parte da tarde, que correndo bem será desenvolvida com eles ao longo das próximas semanas e meses e que idealmente culminará num investimento, numa incubação ou parceria”.

 

 

O mesmo responsável destacou que “todas as ideias são objecto de análise”, ressalvando “nós investimos e acarinhamos as que estão ligadas ao nosso negócio”, “contudo o negócio da EDP já não é só moinhos eólicos e barragens. A EDP hoje em dia é um mundo e está a acompanhar esta revolução digital, esta entrada num novo mundo de tecnologias”.

 

 

Numa iniciativa paralela à Web Summit, o Turismo de Portugal organizou as Sunset Summit, que a partir das 16:00 dos dias 8 e 9 de Novembro levaram a vários palcos no Pavilhão de Portugal, alguns artistas nacionais e ainda um videomapping da autoria do Atelier Ocubo.

 

 

Em termos de música passaram pelos vários palcos nomes como Alentejo Cantado (composto por David Pereira, Bernardo Espinho, José Diogo Bento, Pedro Calado e Pedro Mestre), Noiserv, Júlio Resende, Surma, Gisela João, Benjamim, Dino D´Santiago, Carolina, Anaquim ou Alexander Search (um projecto a ser apresentado em breve e que promete surpreender o povo português).

 

 

A Fado in a Box agencia de momento três artistas (Júlio Resende, Carolina e Salvador Sobral) e contou com todos eles a actuarem na Sunset Summit. Ana Paulo, manager dos artistas atrás referidos, começou por nos revelar que “a oportunidade (de marcarem presença no evento) surgiu através de um deles e sendo isto uma montra para a indústria e comércio português, não deixa de o ser também para a arte e para a cultura, e todos ganhamos se colaborarmos para estarmos presentes. A produção convidou-nos e eu achei que articulando com eles conseguiríamos uma forma de termos cá todos os artistas nos vários projectos que eles têm e correu muito bem. Obviamente que houve uma flexibilidade da nossa parte em algumas questões, sabemos que isto não é um festival, não é um anfiteatro, foi tudo criado de raiz para que pudéssemos assistir a todos estes espectáculos mas foi tudo feito com grande boa vontade e colaboração entre o Turismo de Portugal e a Fado in a Box, neste caso”.

 

 

Ana Paulo destacou ainda a importância que este evento pode ter no processo de internacionalização dos artistas, até pelos contactos que se criam, pela presença de agentes ligados a área do espectáculo neste evento e claro também a artistas internacionais que marcarão presença no evento.

 

 

Com 2016 a chegar ao fim, Ana Paulo revelou-nos que “este ano foi excelente e o próximo perspectiva-se melhor ainda”. Em breve haverá novidades sobre os artistas da Fado in a Box e que por certo agradarão aos seus muitos seguidores.

 

 

Carolina e Salvador Sobral actuaram neste evento e falaram também com o Infocul. A fadista disse-nos que “todos os artistas que aqui estão foram convidados pelo Turismo de Portugal” antes de nos confessar, a entrevista decorreu antes do seu espectáculo, que “espero que fiquem um bocadinho a ver-me e que possam gostar do que vou cantar”, pois “aquilo que eu dou de mim não difere do publico que tenho em frente” pelo que “vamos fazer com que o Fado aconteça” pois “é um desafio não ser um concerto intimista, como tu sabes que eu gosto”. A verdade é que o público que passava pelo palco Norte, foi ficando a brindando a artista com aplausos.

 

 

Aplausos que também Salvador Sobral ouviu. Ele que antes do espectáculo no qual participou, nos confessava que “é um bocado stressante, pois eu tenho sempre grandes paranóias que ninguém vai aparecer” quando questionado sobre a preparação para um concerto em que poderia ter milhares de pessoas a assistir ou não ter ninguém. No seu espectáculo, o público foi crescendo, em número e em entusiamo ao que iam ouvindo.

 

 

Esta oportunidade promovida pelo Turismo de Portugal acabou por ser um desafio para os artistas mas também uma montra para os músicos portugueses se perante investidores de várias nacionalidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.