Wim Mertens regressa a Portugal e apresenta um novo trabalho

wim mertens

 

O músico Wim Mertens regressa a Portugal em formato piano solo e voz para interpretar o tríptico “Cran aux Oeufs”(formado pelos discos “What are we locks to do”, “Charasktersketch” e “Dust of Truths”), obra que questiona as ligações entre a  canção, a poesia e a verdade.

 

 

A música feita pelo músico costuma alimentar os mais fervorosos e por vezes até imprevisíveis cultos. Raymond Benson, um dos escritores responsáveis pelas continuadas sagas de James Bond, inclui referência à música do compositor belga na aventura do mais conhecido agente secreto britânico e que levou o título de “High Time To Kill”, em 1999. Esta ligação faz sentido já que o mistério é o que não falta nas composições deste prolífico artista que já lançou mais de 60 títulos desde que se estreou, em 1980.

 

 

Mertens já compôs para cinema, teatro e até para passagens de moda da casa Dior. O belga tem uma carreira recheada de prémios e distinções, tendo inclusivamente sido nomeado para Embaixador Cultural da Flandres.

 

 

Em Portugal, Wim Mertens apresentará este novo espetáculo nos dias 05 (Teatro Municipal, Guarda), 06 (Centro Cultural Olga Cadaval), 07 (Teatro Municipal, Faro) e 13 de Maio (Theatro Circo, Braga). Este espectáculo tem merecido os mais veementes aplausos nas melhores salas da Europa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.