“Yo Fico Mucho Loko” é o novo tema de Zerzil

zerzil

 

 

Libertação e loucura são os dois ingredientes presentes no primeiro single de Zerzil, “Yo Fico Mucho Loko”.

 

 

A vibração pop calcada na electrónica serve de convite para um clima de descoberta e quebra de tabus sexuais que podem ser vistos no videoclipe do tema. Esta nova canção vem para explorar o lado mais vibrante do artista, numa sonoridade de pista sem abrir mão de uma letra contagiante. 

 

 

A mesma liberdade proposta pela música ganha força nos versos. Como no próprio título do tema, palavras em outras línguas exploram o conceito universal de prazer e sexualidade.

 

 

Esse single representa alguns elementos que definem esse momento da minha carreira, como a sonoridade pop com fortes influencias de house, dance e hip hop, além de letras simples e imagéticas, que falam uma linguagem directa ao público da minha geração. E também já dá uma ideia dos assuntos abordados no álbum, como o amor livre, a descoberta da sexualidade e uma proposta de quebras de tabus sociais“, explica Zerzil.

 

No vídeo que acompanha o lançamento deste single, uma ménage à trois  intercala-se com cenas de uma pista de dança, tudo isso com muita cor e neon. Em cena estão, além dos actores Alice Dale e Henrique Sodré, figurantes que foram recrutados em diferentes aplicativos de encontros como é o caso do Tinder. A realização é de Alice Turnbull e o guião do próprio Zerzil.

 

 

“Yo Fico Mucho Loko” personifica o espírito libertário do cantor em um momento em que o conservadorismo parece ganhar força. A proposta é seguir no caminho contrário, mostrando que liberdade de expressão não só deve ser um direito intrínseco, como também pode significar uma vida com mais possibilidades e menos limitações.

 

 

A música sempre foi um instrumento de protesto e de libertação. Seja engajada em movimentos políticos e de contracultura, ou como um hino que faça você bater cabelo numa boate dance, ou pular e gritar numa roda punk num festival de rock. A música tem infinitas funções, pode ajudar uma pessoa a se aceitar, a se amar, a lutar pelos seus sonhos ou simplesmente a passar a olhar para um assunto de um ponto de vista diferente. Uma música que traz em suas letras elementos como esses têm um importante papel social bilateral, tanto como um instrumento para abrir a mente de pessoas mais conservadoras, quanto como um meio de empoderamento para aqueles que precisam acreditar mais em si mesmos para se libertarem das enferrujadas amarras sócio-culturais do passado e, assim, viver uma vida livre de medos e plena de realizações“, analisa o cantor carioca que vê no novo álbum uma oportunidade de escolher novos caminhos. 

 

 

Nesta nova fase, Zerzil vai explorar sem medo o seu potencial pop num caleidoscópio sonoro mas sem abandonar as referências que o acompanham desde o início. Influenciado artisticamente por nomes que vão de Andy Warhol a M. C. Escher, de J.K. Rowling a Almodóvar, de Xuxa a George Lucas, ele traz para a sua música notas que vão desde Stromae a Disclosure. As vastas influências musicais valeram-lhe participações especiais em trabalhos de artistas variados como: Ana Sucha (que também assina a composição de “Yo Fico Mucho Loko”, ao lado de Zerzil e Dennis Novaes), Laura Zennet ou Carol Faria.

 

 

“Yo Fico Mucho Loko”, de Zerzil, promete fazer furor nas pistas de dança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.