Expensive Soul: “Para celebrar os 20 anos de existência queremos fazer uma mega produção em nome próprio e celebrar com o nosso público/família”

 

 

 

 

Os Expensive Soul estão a celebrar 20 anos de carreira. “Limbo” é o mais recente single, do qual até já apresentaram o videoclip, concederam uma entrevista ao Infocul, na qual fazem um balanço do percurso do projecto e também do que estão a planear fazer. A dupla New Max e Demo promete continuar a proporcionar momentos de felicidade e partilhas de amor com a vasta “família” que os acompanha a cada concerto.

 

 

 

Que balanço se pode fazer estes 20 anos de carreira de Expensive Soul?

Primeiro foram 20 anos que passaram muito rápido, talvez porque em 99% das vezes conseguimos superar os nossos objectivos e construir esta estrutura que hoje em dia é a nossa grande família. Para além de tudo foram 20 anos de amor que demos e recebemos.

 

 

Algum momento pensaram desistir?

Não, nunca pensámos em desistir porque todas as coisas menos boas que aconteceram foram uma aprendizagem e deixaram-nos mais fortes.

 

 

Quais foram os maiores desafios?

Os maiores desafios continuam a ser diários, sabes que ter uma equipa com 23 pessoas torna tudo num desafio. Pois acaba por ser uma estrutura muito grande para as condições que muitas vezes nos oferecem.

 

 

 

Qual o concerto que vos ficou na memória e que mais destacam depois destes 20 anos?

Sem dúvida que o Expensive Soul Symphonic Experience em Guimarães Capital da cultura foi uma noite memorável.

 

 

 

Quando e como começa este projecto Expensive Soul?

Os Expensive Soul surgiram em 1999. Quando eu dava os primeiros passos na produção musical e o Demo escrevia os seus primeiros raps, decidimos juntar-nos para concorrer a um projecto de um programa de autor da antena 3 chamado Rapto. Enviámos uma maquete e fomos selecionados para apresentar uma música ao vivo no auditório da antena 3. Assim começou a nossa jornada.

 

 

O que estão a preparar para celebrar os 20 anos de carreira e que possam já revelar em primeira mão?

Para celebrar os 20 anos de existência queremos fazer uma mega produção em nome próprio e celebrar com o nosso público/família.

 

 

Há um novo videoclipe, do tema Limbo, e pergunto qual a mensagem que pretendem transmitir?

A mensagem é que a vida passa muito rápido, e que temos que aproveitar todos os momentos, principalmente arriscar e dar passos em frente.

 

 

No novo disco serão exploradas novas sonoridades? O que já pode ser revelado e que surpresas virão aí?

Estamos sempre a tentar reinventar-nos, e esse tem sido um trunfo para nós, sem nunca perder a essência da Soul. Este novo disco não será excepção. Vai soar a Expensive independentemente do rótulo que lhe quiserem dar.

 

 

Se tivessem que apresentar os Expensive Soul a quem nunca vos tivesse ouvido como o fariam?

Poderia dizer que é a banda de referência  de Soul/Funk em Português, mas tentaria que ouvissem pois a música vale mais que mil palavras.

 

 

Já há data para o lançamento do disco?

Ainda não. Sorry!

 

 

Que análise fazem do actual momento da música em Portugal?

Portugal está a viver uma fase muito bonita e positiva no panorama musical, pois hoje existe uma abertura muito maior para se fazer música cantada na língua de Camões. Diariamente surgem bandas de imensa qualidade.

 

 

 

Há espaço para todos ou há demasiados artistas para tão poucos palcos, tendo em conta que somos um país geograficamente pequeno?

Há espaço para todos, mas ainda temos que conseguir incluir mais bandas portuguesas nos nossos festivais.

 

 

 

Que mensagem querem deixar aos leitores do Infocul?

Que se mantenham atentos ao panorama musical Português e que ajudem no seu crescimento.

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Notícia publicada a 26/06/2018


About the author /


Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

_