Forcados de Montemor actuam na Nazaré: “As expectativas são sempre as mais elevadas, por causa da tradição que temos nesta praça”

Forcados de Montemor actuam na Nazaré: “As expectativas são sempre as mais elevadas, por causa da tradição que temos nesta praça”, referiu o cabo.

Forcados de Montemor actuam na Nazaré: "As expectativas são sempre as mais elevadas, por causa da tradição que temos nesta praça"

A Praça de Touros da Nazaré recebe a 19 de Agosto, pelas 22:15, a terceira corrida de touros da sua temporada e conta no cartel com os cavaleiros António Ribeiro Telles, Luís Rouxinol e João Salgueiro e os forcados amadores de Santarém e Montemor, frente a touros da ganadaria Passanha.

O cabo do grupo de forcados amadores de Montemor, António Pena Monteiro, concedeu uma entrevista ao Infocul, na qual abordou as suas expectativas para a corrida.

Quais as expectativas para a corrida de touros na Nazaré, com um cartel recheado de história?

As expectativas são sempre as mais elevadas, por causa da tradição que temos nesta praça aliada ao facto de bastantes antigos elementos passarem férias no mês de agosto nesta zona do país e serem presença assídua para nos ver, aumentando assim ainda mais a responsabilidade desta corrida.

A competição com o grupo de Santarém torna a corrida mais aliciante para o seu grupo?

Sem dúvida, pegar com o grupo de Santarém é especial por toda a história entre os dois grupos. A rivalidade saudável que habitualmente se fala torna esta corrida especial.

Os touros serão da ganadaria Passanha. Quais as características desta ganadaria que mais destaca?

Toiros da ganadaria Passanha são sempre bem apresentados e sérios, o que permitem prever um excelente espetáculo para o público quando aparecem no cartel.

Qual o balanço que faz até ao momento da temporada?

O balanço desta temporada é bastante positivo, já tivemos inúmeras corridas sérias nas Praças mais importantes do país com toiros a exigir dos forcados e o Grupo correspondeu e esteve à altura. Vimos de duas corridas com oportunidades para os mais novos, que também têm aproveitado bem os desafios que lhes tenho dado. Por isso posso afirmar que o Grupo está numa excelente fase e pronto para o resto da temporada.

O público da Nazaré é sempre muito caloroso com os intervenientes. Isto dá maior motivação ou responsabilidade?

O público da Nazaré é muito caloroso é verdade e isso para qualquer artista é bom e faz-nos sentir uma pressão boa de querer fazer ainda mais as coisas bem, esta característica do público aliada às características da praça, das bancadas serem muito perto da trincheira faz nos sentir mais em contacto com o público.

A arena da Nazaré é pequena em termos daquilo que é a sua largura. De que forma isto condiciona o momento das pegas?

A arena tem um diâmetro mais pequeno que o habitual é verdade o que faz estar mais próximos uns dos outros e diminuir o tempo de reação possível, mas isso não será um impedimento para deixar de pegar à Grupo de Montemor.

Este ano, houve muitas entradas de elementos no grupo?

Sim, este ano já fardamos 5 elementos novos e bastantes com vontade de começar a integrar o grupo. Mas com a falta de corridas que permitam experimentar novos forcados torna tudo mais complicado e exige muita paciência e resiliência por parte dos miúdos.

Como convida o público a esgotar a lotação da praça?

Convido o público a esgotar a praça da Nazaré por mais este incrível cartel montado pela empresa, 3 máximas figuras do toureio a cavalo, os dois grupos mais antigos de Portugal é um excelente curro de Passanha. Penso que é mais que razões suficientes para esgotar a bonita praça de toiros do sítio da Nazaré dia 19 de agosto.

Os bilhetes podem ser comprados AQUI.

Siga-nos no Google News

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

31,799FãsCurtir
12,697SeguidoresSeguir
438SeguidoresSeguir
288InscritosInscrever