Sexta-feira, Setembro 17, 2021

João Ribeiro Telles na Moita: “O que mais quero e desejo é ser novamente o triunfador”

João Ribeiro Telles na Moita: "O que mais quero e desejo é ser novamente o triunfador"

João Ribeiro Telles na Moita: “O que mais quero e desejo é ser novamente o triunfador”, assume, sem rodeios, em entrevista ao Infocul.

João Ribeiro Telles tem-se assumido, nas últimas temporadas, como um dos cavaleiros de maior impacto junto do público e vem moralizado de boas actuações em Coruche, Montemor-o-Novo e Campo Pequeno. Segue-se a Moita, onde tem sido destacado triunfador nas últimas temporadas.

O cavaleiro concedeu uma entrevista ao Infocul, na qual abordou a Feira Taurina da Moita, o percurso e também a forma como sente e executa o toureio.

Para as duas corridas em que actuará na Praça de Touros Daniel do Nascimento, a 14 e 16 de Setembro, revelou-nos que “as expectativas são as mais altas. A corrida de amanhã é bastante rematada, com dois maestros como o são João Moura e Morante de la Puebla, e não posso levar mais ilusão. A corrida de quinta-feira é uma das corridas mais tradicionais da temporada“.

“Felizmente faço novamente a dobradinha na feira, no ano passado correram francamente bem. Já vem de dois anos consecutivos e o que mais quero e desejo é ser novamente o triunfador da feira“, acrescentou.

Sobre o talismã que a Moita se tem revelado na sua carreira, assume-o de forma frontal e clara: “Sim, podemos dizer que sim. A Praça da Moita tem sido um marco muito especial na minha carreira, nos últimos anos e tem sido, sem dúvida, talismã“.

Contudo, nem tudo são facilidades e os últimos dois anos trouxeram desafios acrescidos, devido à pandemia provocada pela COVID-19.

O tema da pandemia tem sido difícil para todos, para todo o mundo, e o mundo taurino não fica atrás, como é lógico. Tem afectado muito! Mas por um lado é como me está a dizer, tem dado muita ilusão, força e querer, porque são menos corridas, mas mais rematadas. Felizmente fui a todas as praças importantes, faltam ainda corridas importantes como as duas da Moita, as duas de Santarém e Vila Franca de Xira, mas felizmente as pessoas querem sempre mais de mim e tento dar sempre um bocadinho mais a cada dia“, disse-nos.

Sobre a sua temporada, foi humilde ao revelar que não se sente a pessoa mais capacitada para a analisar.

Acho que não sou a pessoa indicada para falar do balanço da minha temporada“, explicou, “mas só lhe posso dizer que estou bastante satisfeito. Já toureei dois mano-a-mano, um deles ganhei o troféu, noutra saí em ombros. Esta última corrida em Lisboa, deixou-me completamente realizado. Foi uma noite sonhada, é para aquilo que me dedico tanto todos os dias, juntamente com a minha equipa. É bom saber que trabalhar compensa, ainda para mais em Lisboa, não podia estar mais contente. Foi mesmo sonhado. Também vinha de um triunfo importante em Montemor, com os dois toureiros mais destacados das últimas temporadas, o Moura Jr. e o Palha, e as coisas têm corrida muito bem. Em Coruche também correu, já não ia há dois anos, nos Açores também correu, propus-me a outro desafio grande que foi tourear uma corrida Palha em que superei a coisa. Estou muito contente com a temporada, espero que as últimas corridas possam ser ainda melhores“.

Importantes, neste seu triunfal percurso, têm sido os seus cavalos.

Quanto à minha quadra, não me posso queixar, mas também não posso baixar os braços, porque de um dia para o outro estamos com azares e algumas surpresas piores, por isso temos de trabalhar mais para termos mais cavalos novos, mas a verdade é que estou muito satisfeito com a minha quadra, é completa, composta, para tourear amanhã, por cerca de 10/12 cavalos, bastante diversificada. Não podia estar mais contente. Mas volto a lembrar que nunca estamos perfeitos, por isso procuro mais e melhor“, referiu.

Em praça costuma apresentar um toureio de risco e de forte conecção com o público, ao mesmo tempo que vai revelando mais maturidade.

E foi isso mesmo que nos disse: “Sim, estou mais maduro. Não estou super maduro, mas mais maduro. Já levo uns anos nisto, nestas corridas de aperto. Mas, procuro sempre mais. Procuro o tal caminho do risco, o caminho que faz as pessoas levantarem-se das bancadas, que faz no dia a seguir que se lembrem do que viram. É esse o caminho que procuro, felizmente tem corrido bem, ultimamente. Mas é complicado porque quando não sai bem, parece que o público não responde da mesma maneira, como a realidade é. Mas isso é positivo porque o público quer-me a mil por cento e é para isso que trabalho todos os dias“.

Recuando no tempo, desafiámos João a revelar o que diria ao jovem João aquando da sua alternativa e o que mudaria.

Não mudaria muito do que tem sido e do que me ensinaram acima de tudo, que é manter a dedicação, focar a 100%, porque quando queremos muito uma coisa temos de nos focar a 100%. Deixei de estudar para me dedicar a isto e tem sido o meu foco principal, acho que tem dado frutos e espero que venha a dar mais. Mas acima de tudo, para manter o respeito pelo público, acima de tudo, pelo touro, pelo cavalo e para me dedicar e ter bastante moral nisto, porque mais cedo ou mais tarde, as coisas acabam sempre por sair“, disse, de forma convicta.

Quem também começa a captar, cada vez mais, a atenção do público é Tristão Ribeiro Telles, que sob os ensinamentos de João Ribeiro Telles tem evoluído. Mas, João destacou que mais do que os ensinamentos, Tristão destaca-se pela intuição natural que tem para o toureio.

O Tristão para mim é como um filho, tem-me ajudado bastante e, portanto, não poderia deixar de o ajudar. Nunca deixarei de o ajudar. Mas a verdade é que quando se nasce com intuição para uma coisa, por muito que se ensine, só se pode ir aperfeiçoando. E vejo que o Tristão tem qualidade em que nasceu para isto. Há coisas que não se ensinam. É um miúdo que tem uma paixão louca por isto, está muito pouco toureado, mas a verdade é que as poucas corridas que fez, criou esse impacto que me tem dito, com um toureio de pessoa mais madura, e não podia estar mais contente. Sendo a primeira pessoa que anda aqui comigo, a montar, a tourear, não vou esconder que estou muito contente com isso“, confessou, visivelmente orgulhoso.

Ricardo Levesinho, CEO da Tauroleve, desenhou uma Feira da Moita com muitos e bons aliciantes e João Ribeiro Telles deixou uma mensagem aos aficionados sobre a importância de esgotar as três corridas do certame (às quais acresce uma novilhada).

Sem dúvida que a Feira da Moita é das mais importantes e como qualquer outra corrida é importante esgotar. Temos de mostrar a nossa força, temos muita força, temos de defender e elevar a festa ao mais alto nível. É importante que as corridas da Moita esgotem, que haja ambiente e que as coisas corram bem para todos. Mas, vou super moralizado para a Moita e convido todos os aficionados a virem à Moita, porque acho que estou num bom momento e só espero continuar com esta humildade para que as coisas corram bem“, disse-nos.

Recordamos os cartéis para a Feira Taurina da Moita:

14 de Setembro, 3ª feira – 22:00 horas – Corrida de Toiros Mista do Município

Cavaleiros: António Telles e João Telles

Matador: Morante de la Puebla

Forcados: Amadores Moita do Ribatejo

Ganadaria: 6 toiros David Ribeiro Telles

15 de Setembro, 4ª feira – 22:00 horas – Sensacional Mano-a-Mano

Matadores: Cuqui e Juanito

Ganadarias: 2 toiros Oliveiras, Irmãos; 2 Toiros Ascensão Vaz; 2 toiros Nuñez de Tarifa

16 de Setembro, 5ª feira – 22:00 horas – Corrida de Toiros comemorativa do 70º aniversário da Casa da Enguias

Cavaleiros: Rui Fernandes, Gilberto Filipe, Filipe Gonçalves, João Telles, Luis Rouxinol jr, Duarte Fernandes e Tristão Ribeiro Telles

Forcados: Aposento da Moita do Ribatejo

Ganadaria: 6 toiros e 1 novilho Passanha

17 de Setembro, 6ª feira – 18:00 horas – Novilhada Popular

Cavaleiro: Diogo Oliveira

Forcados: Aposento da Moita do Ribatejo

Novilheiros: German Vidal “El Melli”, Filipe Martinho, Duarte Silva, Tristán Barroso e Juan Alonso

Ganadaria: 7 novilhos gentilmente cedidos por diversos ganaderos

Os bilhetes estarão disponíveis para venda nos locais habituais e através do número 913 325 158.

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

23,900FãsCurtir
154SeguidoresSeguir
109InscritosInscrever
Corrida de Sobral de Monte Agraço 2021