Quinta-feira, Outubro 21, 2021

João Salgueiro da Costa triunfou no Redondo

João Salgueiro da Costa triunfou no Redondo

João Salgueiro da Costa triunfou no Redondo, na corrida realizada esta terça-feira.

O Coliseu de Redondo recebeu, esta terça-feira, uma corrida de touros com o cartel formado pelos cavaleiros Luís Rouxinol, Marcos Bastinhas e João Salgueiro da Costa, os forcados amadores do Ribatejo e Redondo e touros da ganadaria de Varela Crujo Herdeiros.

Pré-Corrida

Texto: Rui Lavrador
Fotografia: Rute Nunes e Carlos Pedroso

Convém destacar, antes de ir à crónica, que na verdade os três cavaleiros triunfaram, cada um no seu estilo. A escolha de João Salgueiro da Costa como destaque maior, deve-se a uma extraordinária actuação ao quarto touro da corrida, com ferros de muito, muito valor.

Devido ao facto de João Salgueiro da Costa tourear à noite, em Vila Franca de Xira, foi alterada a ordem de lide, com Salgueiro da Costa a abrir as actuações.

Frente a um touro com 500 Kg, João Salgueiro da Costa desenhou uma actuação positiva mas sem romper. Começou por dobrar-se em curto com o touro, num bonito início de lide. A sua brega e escolha dos terrenos foram muito boas, o desenho das sortes também, mas as reuniões não resultaram tão bem e isso retirou valor à actuação.

Ricardo Regueira, pelos Amadores do Ribatejo, concretizou ao terceiro intento, com o grupo a carregar. Nas duas primeira tentativas, não se conseguiu fechar com correção na cara do touro.

Luís Rouxinol colocou o público redondense em polvorosa. Uma actuação muito positiva, com uma brega extraordinária, desenhando bem as sortes e rematando-as de forma arrebatadora. As reuniões nem sempre resultaram em ‘su sítio‘. Terminou com um palmito e sob forte ovação.

Jorge Gato, pelos Amadores de Redondo, concretizou a pega ao primeiro intento, numa excelente execução.

Marcos Bastinhas desenhou uma actuação com forte impacto junto do público. Recebeu o touro à porta gaiola e após a cravagem comprida, partiu para os curtos com o desenho das sortes a ser antecedido de cite em levada por parte da montada, indo de frente para o touro, abrindo quarteio e tentando cravar de forma clássica. As reuniões nem sempre resultaram cingidas. O remate das sortes foi vigoroso e com forte impacto no público. Terminou com dois palmitos e um par de bandarilhas.

Artur Coelho, pelos Amadores do Ribatejo, concretizou a pega ao segundo intento. Na primeira tentativa não conseguiu reunir.

João Salgueiro da Costa começou muito bem a sua actuação, dobrando-se bem com o touro e cravando um segundo ferro comprido de grande qualidade. Cite de praça a praça, em sorte frontal e reunião ao estribo. Cravou ainda mais dois compridos, mas sem a qualidade do segundo. Na ferragem curta teve uma actuação de grande qualidade. O primeiro e segundo ferros curtos, com sortes frontais, tiveram reunião ao estribo e remates alegres. Salgueiro da Costa esteve absolutamente extraordinário, lidando (na verdadeira acepção da palavra), deixando o touro nos terrenos que mais lhe convieram e desenhando bem as sortes. Um término de temporada em grande para Salgueiro da Costa.

José Gomes, pelos Amadores de Redondo, concretizou a pega ao terceiro intento.

O cavaleiro Luís Rouxinol desenhou uma lide em crescendo, começando algo irregular, até por culpa das bandarilhas, mas terminando em bom plano. Foi montando o Douro que Rouxinol teve os melhores momentos da sua actuação. Brega ladeada, desenho das sortes bem feitos e remates vistosos. Nem sempre bem nas reuniões, terminou com um bom par de bandarilhas e um palmito.

Bruno Inácio, pelos Amadores do Ribatejo, concretizou a pega ao terceiro intento.

Volta autorizada para cavaleiro, forcado e ganadeiro.

Marcos Bastinhas teve uma segunda actuação em plano positivo. O cavaleiro elvense teve por diante um touro mais complicado na investida. Marcos desenhou uma actuação positiva, destacando-se na ferragem curta. Primeiro com sortes desenhadas com batida ao piton contrário, depois com sortes frontais. Terminou com dois pares de bandarilhas, saindo apeado da arena, sob forte ovação.

Joaquim Ramalho, pelos Amadores de Redondo, concretizando ao segundo intento.

O curro de touros da ganadaria de Varela Crujo Herdeiros saiu com excelente apresentação, mobilidade e bom na investida. Distinto de capas e de cara. O ganadeiro foi chamado à arena, após lide do quinto touro da corrida.

Uma corrida muito agradável e com um público entusiástico, que promoveu o que de melhor a tauromaquia tem para oferecer.

Corrida dirigida por Domingos Jeremias, assessorado por João Santana. 

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

23,900FãsCurtir
154SeguidoresSeguir
114InscritosInscrever