Quarta-feira, Outubro 27, 2021

Lágrimas e emoção na inauguração da escultura de Victor Mendes em Vila Franca de Xira

Lágrimas e emoção na inauguração da escultura de Victor Mendes em Vila Franca de Xira

Lágrimas e emoção na inauguração da escultura de Victor Mendes em Vila Franca de Xira, na manhã deste sábado.

A Travessa do Cerrado, junto ao Tanque das Lavadeiras, em Vila Franca de Xira, viu hoje ser inaugurada uma escultura de homenagem ao matador de touros Victor Mendes.

Texto: Rui Lavrador
Fotografias: Rute Nunes & Carlos Pedroso

Uma homenagem prestada pelo município vilafranquense ao matador de touros natural de Marinhais, mas que adoptou e foi adoptado por Vila Franca de Xira, desde tenra idade.

Nesta homenagem, foram oradores Francisco Morgado (extraordinário crítico taurino, com um texto absolutamente soberbo usando o talento da oratória e da escrita com a mesma qualidade com que Victor Mendes conquistou o mundo), Paulo Moura (escultor da obra), João Rodrigues dos Santos (Presidente da Junta de Freguesia de Vila Franca de Xira), Alberto Mesquita (Presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira) e o homenageado Victor Mendes.

O matador de touros que conquistou o mundo tauromáquico com a sua arte, força, raça e querer, deixou-se, desta vez levar pelas emoções. Durante toda a homenagem, os olhos molhados e as mãos tensas e nervosas, denotavam o quão feliz estava com tamanha homenagem. Tão feliz, que abdicou de ler as palavras que trazia escritas com a razão, para improvisar e dizer-lhe o que, naquele momento, ia na alma.

No final da homenagem, em declarações ao Infocul, quando questionado se a emoção tinha ganho à razão, disse sem rodeios que “sim, sim. Claramente que sim. A pergunta que fazes é forte e interessante. É por vezes muito difícil expressar por palavras e adjectivos a emoção e sentimento que nos embarga em momentos precisos“.

Uma homenagem da cidade que me acompanhou na minha formação como homem e que me permitiu reencontrar com um talento e uma paixão que estava aí escondida, que é o toureio, viver as suas raízes e tradições daqui e posteriormente ser reconhecido e levar o nome da cidade e do meu país além-fronteiras…“, acrescentou.

“E aí está, é mais um reconhecimento da cidade, no meu bairro. O bairro onde eu jogava à bola, onde ia aos pardais com fisgadas, umas épocas extraordinárias“, lembrou ainda.

Mas muito emocionado, sem dúvida alguma“, rematou, sem que a voz lhe embargasse.

Com esta inauguração, ficou cumprido o compromisso da Câmara Municipal, no sentido de prestar homenagem às quatro figuras de maior relevo da Tauromaquia do Concelho: José Júlio; Mário Coelho; José Falcão; Victor Mendes.

Destacar ainda aqui dois apontamentos das intervenções dos oradores. Victor Mendes alertou para o facto de a tauromaquia ser um “meio elitista, selectivo e altamente condicionante”, no qual só triunfam os melhores. O presidente da Junta de VFX lembrou ainda António Ribeiro Telles, pela sua importância para a cidade, pedindo uma ovação para ele, que logicamente foi tributada.

A escultura foi abençoada, pelo padre Ezequiel, o pároco de Vila Franca de Xira.

Lágrimas e emoção na inauguração da escultura de Victor Mendes em Vila Franca de Xira, que abrangeu populares, familiares, amigos, aficionados e todos os que admiram um ícone da cultura portuguesa.

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

23,900FãsCurtir
154SeguidoresSeguir
114InscritosInscrever