Sexta-feira, Abril 16, 2021

Luís Borges e a homossexualidade no Big Brother: “Acho que deviam ter a coragem para se assumirem”

No Extra, de ontem do Big Brother, Luís Borges falou sobre a homossexualidade.

Assunto puxado pelas imagens protagonizadas por Savate Edmar dentro do jacuzzi.

Noélia perguntou a Savate se ele era bissexual e Luís Borges não gostou da pergunta.

“Acho que é um bocado desnecessária aquela pergunta da Noélia, se ele é ou não é (bissexual)”, disse.

Eu e o Crispim somos homossexuais e as vezes às pessoas têm realmente de se pôr no lugar das outras. Muita gente ataca-me porque nos vêem na televisão e dizem: ‘Olhem aqueles paneleiros, aquelas bichas’, mas eu gostava que elas passassem 24 horas da nossa vida, quando tínhamos para aí 17 anos”, acrescentou.

Falo por mim, em Castelo Branco, quando tinha 18 anos e eu não me conseguia assumir. Vivia preso no meu corpo e não podia falar com os meus pais, com os meus irmãos, com os meus amigos. Ia ser gozado, realmente eu sentia-me diferente mas não me podia abrir”, destacou.

Quando vim para Lisboa, voei. Eu comecei a ser o Luís Borges“, assumiu.

O que me deixa mais triste é as pessoas lá em casa, principalmente os pais, não apoiarem os filhos. O meu pai disse uma vez isto em casa, por isso é que eu nunca me assumi, que ‘eu não tenho paneleiros na família’. Dizeres isto a um filho é muito duro. Quando vim para Lisboa decidi não continuar mais com uma mentira, eu gosto de homens e são eles que me fazem feliz”, recordou.

O pai acabou por o compreender e perguntou apenas se era feliz.

Acho que deviam ter a coragem para se assumirem, porque pai é pai, mãe é mãe, achamos sempre que não nos vão compreender, mas no fundo são sempre os nossos melhores amigos”, rematou.

Avatar
Redacçãohttp://www.infocul.pt
Redacção oficial do site infocul.pt

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

23,992FãsCurtir
154SeguidoresSeguir
84InscritosInscrever