Segunda-feira, Outubro 25, 2021

Luísa Castel-Branco: “O amor também mata”

Luísa Castel-Branco foi a entrevista, de Manuel Luís Goucha, no Conta-me, desta semana, na TVI.

Sobre a relação com os filhos disse que faltou “explicar a parte financeira e falar sobre sexo“.

Esteve casada com o pai dos filhos durante sete anos e outros sete anos separada.

Um enorme sentimento de culpa, porque fui eu que pedi para nos separar-mos. Eu não tinha dúvidas que amava o meu marido. O amor também mata, crescemos de formas diferentes e aquela pessoa te puxa para baixo em vez de puxar para cima não dá“, disse.

Foi difícil a nível de financeiro, de trabalho, mas foi maravilhoso”, disse sobre a cumplicidade com os filhos e o facto de ter de arranjar vários trabalhos (chegou a ter 4 ao mesmo tempo) para ter sustento financeiro.

Nós somos um clã, não é fácil entrar alguém de fora“, disse, explicando que António, o filho mais velho, foi super protector e cuidador dos irmãos.

O Gonçalo é igual a mim, em tanta coisa que até me arrepia”, acrescentou, explicando ainda que Inês Castel-Branco “é muito rica interiormente, precisa de harmonia e preocupa-se com toda a gente”.

Depois de 7 anos sozinha, está numa relação há 25 anos e não poupou elogios ao marido.

A idade está sempre a um passo da amargura”, disse sobre o avançar da idade e do complexo de nunca se ter considerado bonita.

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

23,900FãsCurtir
154SeguidoresSeguir
114InscritosInscrever