Marco Paulo: “Não penso no fim, nunca pensei propriamente na morte, mas sei que pode acontecer”

Marco Paulo: “Não penso no fim, nunca pensei propriamente na morte, mas sei que pode acontecer”, referiu.

A enfrentar o quarto cancro, Marco Paulo deu uma grande entrevista à revista Caras.

Já é o quarto. Perguntei porque é que me estava acontecer a mim. Sempre respeitei muito esta doença, quando me diziam que alguém tinha um cancro ou que tinha morrido na sequência disso, assustava-me muito. Depois, eu próprio fui apanhado, disse.

Não penso no fim, nunca pensei propriamente na morte, mas sei que pode acontecer. Acreditei sempre que iria ultrapassar a doença. Felizmente tenho tido sorte e estou eternamente grato a Deus e a Nossa Senhora e agradecido à medicina e aos médicos que me acompanham“, continuou.

Os médicos deram-me sempre muito alento para pensar na cura. E pensei sempre em ficar bom. E continuo a pensar da mesma forma“, rematou.

Siga-nos no Google News

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

31,799FãsCurtir
12,697SeguidoresSeguir
438SeguidoresSeguir
288InscritosInscrever