Sexta-feira, Junho 25, 2021

Marido de Maria João Abreu escreve como forma de luto

Marido de Maria João Abreu escreve como forma de luto

Marido de Maria João Abreu escreve como forma de luto, de forma a atenuar a dor da perda.

Foi o próprio quem o assumiu, no mais recente texto publicado sobre a actriz que faleceu a 13 de Maio.

A Aura da minha João. Esta foto foi tirada por mim em junho de 2018, em Santorini, no final da tarde do dia em que embarcámos de regresso a Portugal. De regresso a casa. À nossa casa.

Hoje, ao passear por outras tantas, não pude deixar de reparar no enquadramento quase celestial que esta imagem tem. E não deixa de ser brutalmente evidente e ilustrativo a aura que a minha João tinha, tem e terá. Na altura, foi só uma nuvem e um raio de sol… Hoje, percebo que foi muito mais. É muito mais. Não foi sorte. Não foi o acaso. Não foi por acaso. Foi a João. A minha João.

Escrever estes textos são uma das formas do meu luto. De exteriorizar a minha dor. E mais importante, de manter vivo o amor da minha vida. De expressar a minha saudade. O meu amor por ela. Intenso e eterno. Como sempre foi. Como sempre será. Como ela merece. A minha João.

Redacçãohttp://www.infocul.pt
Redacção oficial do site infocul.pt

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

23,945FãsCurtir
154SeguidoresSeguir
99InscritosInscrever