Terça-feira, Setembro 21, 2021

Micaela declarada insolvente, após não ter como pagar dívida de 100 mil euros

Micaela declarada insolvente, após não ter como pagar dívida de 100 mil euros
Espetáculo Dia Mulher.cdr

Micaela declarada insolvente, após não ter como pagar dívida de 100 mil euros, chorando em tribunal.

Micaela foi condenada pelo tribunal, por danos morais, a pagar uma avultada indemnização a Carlos Quaresma.

A cantora popular propôs então, e a chorar, pagar a verba a conta-gotas.

Este processo deve-se ao facto de Micaela ter chamado “burlão” e “arquiteto e autor de uma trama fraudulenta, ilícita e ilegal” a Carlos Quaresma, que ficou conhecido quando se candidatou a umas eleições no Benfica, acusando-o de pretender extorquir dinheiro a várias autarquias, em várias ações solidárias (de envio de material ortopédico oriundo da Suécia).

Em tribunal, foi dada razão a Carlos Quaresma, ficando assim a cantora condenada, em Maio de 2018, a pagar-lhe, por “ofensas ao bom nome, honra e consideração do autor”, 20 mil euros de indemnização. Contudo, há quase três anos que o lesado tenta cobrar a verba a que tem direito, mas sempre em vão.

Segundo a TV Guia, Micaela pediu ao tribunal de Setúbal, no passado dia 13 de Agosto, que decretasse a sua “insolvência pessoal singular”, “com pedido de exoneração do passivo restante”.

O juiz aceitou o requerimento da advogada da artista e, três dias depois, nomeou uma administradora de insolvência, que irá procurar uma solução para as dívidas que já ultrapassaram, sem juros em mora, o montante de 99.513€.

Ao tribunal, Micaela declarou, em 2020, 2.126.25€ e alega não ter “meios financeiros suficientes para proceder ao pagamento das obrigações vencidas”.

A advogada da cantora, em argumentação à justiça e segundo a TV Guia, explicou que “desde 2013, a requerente nunca mais conseguiu erguer a sua carreira”.

A sua imagem está deveras manchada no meio artístico, por todas as notícias que aquele exequente [Carlos Quaresma] faz questão de chegar à comunicação social (…) É verdade que a requerente é devedora, mas não é menos verdade que tudo tem feito para reerguer a carreira, o que não consegue”, rematou.

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

23,900FãsCurtir
154SeguidoresSeguir
109InscritosInscrever