Domingo, Agosto 1, 2021

Quem quer namorar com o agricultor?: Conheça os motivos da revolta de Luís Feijão

Quem quer namorar com o agricultor?: Conheça os motivos da revolta de Luís Feijão

Quem quer namorar com o agricultor?: Conheça os motivos da revolta de Luís Feijão, para com a sua mãe.

Luís Feijão viveu de forma dolorosa, o drama do divórcio dos pais, há pouco mais de três anos.

Tudo por causa de uma traição da mãe e de acordo com a TV Guia, o jovem concorrente do reality show da SIC ainda tem dificuldade em aceitar o facto e não consegue perdoá-la.

Toda a gente me avisou que a Carla me tinha traído com outro fulano e que a filha [Erica, hoje com 4 anos] não era minha. Mas eu fiz tudo para não acreditar e paguei tudo o que era preciso. Até que chegou a hora da verdade”, disse o pai do concorrente à TV Guia.

Então, o meu rapaz começou há cinco anos a namorar com uma irmã do tipo [Fábio Teles] e a Carla enrolou-se com ele. A miúda nasceu, registei-a com o meu nome. Quando tinha quase 10 meses, batizámos a cachopa. Toda a gente me dizia que a rapariga não era minha, só eu é que não queria acreditar. Passei uma vergonha”, disse.

Entregue ao álcool, o ambiente em casa começou a piorar e o próprio confessa os estados de embriaguez, mas desvaloriza-os.

Eu, desde a altura em que me ajeitei com ela, há mais de 20 anos, bebia umas cervejas, nada de muito grave. Bebia, mas nunca brigava com ela. Nunca a tratei mal. Ela é que, quando começou a andar com o outro, montou brigas para ver se eu abalava de casa. Começou-se a esticar, a ver se partia a corrente”, destacou.

“Ela queria-me fora de casa para lá meter o outro, mas queria que eu pagasse uma pensão de alimentos à cachopa. Disse que só pagava depois de fazer o teste de paternidade. E afirmei-o à juíza: ‘Só pago se souber que é minha’. No tribunal, a Carla ficou calada, mas cá fora disse-me que não era preciso fazer o teste, porque a filha não era minha. E o outro também sabia que a cachopa era dele, porque a Carla pedia-lhe o dinheiro das faturas das latas de leite e das fraldas que eu já tinha pago. Ela ganhava sempre duas vezes“, acusa ainda.

O Luís Miguel está afastado da mãe e ficou torto porque não gostou que ela se juntasse com os outros na casa onde ele vivia. Neste momento, até o nosso filho Daniel, de 18 anos, prefere viver comigo, na casa que arrendei, do que viver com a mãe e com o outro”, rematou João Luís.

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

23,900FãsCurtir
154SeguidoresSeguir
102InscritosInscrever