Reportagem: Porto vence Académico de Viseu por 3-0 e garante final da Taça da Liga

Reportagem: Porto vence Académico de Viseu por 3-0 e garante final da Taça da Liga, frente ao Sporting.

Reportagem: Porto vence Académico de Viseu por 3-0 e garante final da Taça da Liga

Texto: Rui Lavrador
Fotos: Diogo Nora

Equipas Titulares

Porto: Cláudio Ramos; João Mário (Rodrigo Conceição, 81), Pepe, Marcano e Wendell; Otávio, Eustáquio (Bernardo Folha, 61), Uribe e Veron (Galeno, 61); Pepê (Gonçalo Borges, 81) e Namaso (Taremi, 81).

Académico de Viseu: Gril; Bandeira (Mesquita, 84), André Almeida, Arthur Chaves (Ícaro, 84), Milioransa; Messeguem, Nduwarugira; Quizera (Ramírez, 73), Toro, Ott (Yuri Araújo, 73); André Clóvis.

Suplentes

Porto: Diogo Costa, Fábio Cardoso, Taremi, Zaidu, Galeno, Rodrigo Conceição, Toni Martínez, Gonçalo Borges e Bernardo Folha.

Académico de Viseu: Mbaye, Ícaro, Yuri Araújo, Ramirez, Capela, Mesquita, Daniel Labila, Silva e Pana.

O Estádio Municipal de Leiria, Dr. Magalhães Pessoa, recebeu a segunda meia-final da Taça da Liga, com o Porto a ter uma excelente entrada no jogo.

Muito pressionante, rápido na troca de bola e a não deixar o adversário respirar. Foi assim que chegou ao primeiro golo, após jogada de João Mário na direita, cruzamento para a área, assistência de cabeça de Verón e Eustáquio a empurrar a bola para a baliza.

O Académico de Viseu começou a soltar-se a partir dos 10 minutos de jogo e começou também a conseguir atacar a a dividir mais o jogo com o Porto.

O Porto voltou a criar perigo em 3 ocasiões, duas por Namaso e uma por Pepe (cabeceamento ao poste), com o Académico a mostrar-se perigoso através de uma jogada de André Clóvis, com corte de Marcano.

Quizera teve um remate de longe que saiu perto da barra e voltou a estar perto de marcar, quando Wendell lhe tirou o “pão da boca”.

Até final da primeira parte o jogo disputou-se depois mais a meio campo, com ambas as equipas agressivas pela posse de bola, mas sem perigo junto das balizas.

A segunda parte teve um Porto muito mais consistente defensivamente, com excelente organização e a não permitir veleidades ao Académico de Viseu.

O jogo continuou com muita garra de ambas as equipas, mas a maior qualidade técnica do Porto acabou por claramente fazer a diferença.

Namaso, aos 66 minutos, marcou o segundo golo do Porto, após passe açucarado de João Mário e Bernardo Folha marcou o terceiro golo dos dragões, numa verdadeira carambola.

O Académico de Viseu deu uma boa réplica, recordando que actua na 2ª Liga e denotando qualidade para lutar pela subida de divisão, enquanto o Porto cumpriu a sua obrigação, com um jogo bem conseguido, com claro destaque para a 2ª parte.

Árbitro: Rui Costa
Árbitros Assistentes: João Bessa Silva e Carlos Martins
4º Árbitro: João Pinheiro
Vídeo Árbitro: André Narciso
AVAR: Vasco Marques

Assistência:

Disciplina: Cartão Amarelo a Toro (34), Eustáquio (50), Messeguem (59), Bandeira (72), André Clóvis (74),

Golos: Eustáquio (7), Namaso (66), Bernardo Folha (79)

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

30,010FãsCurtir
12,945SeguidoresSeguir
337SeguidoresSeguir
214InscritosInscrever