Reportagem: Sporting venceu o Estoril por 2-0

Reportagem: Sporting venceu o Estoril por 2-0, ao final da tarde de ontem.

Reportagem: Sporting venceu o Estoril por 2-0

Fotos: Diogo Nora.

Equipas Titulares

Sporting: Adán; St. Juste, Coates (Gonçalo Inácio, 67), Matheus Reis; Bellerín (Ricardo Esgaio, 77), Morita, Pedro Gonçalves (Tanlongo, 82), Nuno Santos (Arthur, 77); Edwards, Trincão e Paulinho (Chermiti, 67).

Estoril-Praia: Dani Figueira; Tiago Santos, Pedro Álvaro, Mexer, Joãozinho (João Marques, 79); Gamboa, João Carvalho (João Carlos, 79); Tiago Gouveia (Tiago Araújo, 69), Francisco Geraldes (Léa Siliki, 57), Guitane (Rodrigo Martins, 69); Cassiano.

Suplentes

Sporting: Franco Israle, Diomandé, Gonçalo Inácio, Ricardo Esgaio, Tanlongo, Mateus Fernandes, Arthur, Jovane Cabral e Chermiti.

Estoril-Praia: Pedro Silva, Vital, Rodrigo Martins, Ndiaye, João Marques, Carlos Eduardo, João Carlos, Tiago Araújo e Léa Siliki.

O Sporting recebeu o Estoril-Praia no Estádio José Alvalade e na primeira parte foi quem mais oportunidades de golo conseguiu criar.

A equipa leonina entrou com grande personalidade e tomou rapidamente conta do jogo, com situações de ataque a serem criadas pelos 3 corredores, havendo algumas oportunidades não concretizadas.

O Estoril foi apostando no contra-ataque, de forma a manter a linha defensiva do Sporting em sentido.

O único golo da primeira parte surgiu por Bellerín, ao aproveitar um ressalto na área e a atirar de pé direito, sem hipóteses de defesa para Dani Figueira.

A segunda parte voltou a ter uma entrada forte do leão, com Francisco Trincão a aumentar a vantagem.

Jogada sublime do jogador leonino, a partir da esquerda para o centro, a serpentear vários jogadores, de uma passiva defesa canarinha, para à saída de Dani Figueira, rematar de pé direito.

O Sporting a partir deste momento geriu o jogo em posse e controlou territorialmente, enquanto o Estoril pareceu uma equipa resignada e sem chama.

Vitória incontestável dos leões.

Árbitro: Manuel Mota
Árbitros Assistentes: Jorge Fernandes e Nuno Eiras
4º Árbitro: Iancu Vasilica
VAR: Hugo Miguel
AVAR: Bruno Jesus

Assistência: 22313

Disciplina: – .

Golos: Bellerín (40), Trincão (51).

Siga-nos no Google News

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

31,799FãsCurtir
12,697SeguidoresSeguir
438SeguidoresSeguir
288InscritosInscrever