Sábado, Setembro 25, 2021

Sara Carreira: Testes de álcool e droga atrasam investigação e missa de 7ºdia foi marcada pela emoção e dor

O Correio da Manhã noticia hoje que “os quatro condutores (entre os quais Ivo Lucas e a fadista Cristina Branco) envolvidos nas 3 colisões que levou à morte de Sara Carreira, a 5 de dezembro, na A1, perto de Santarém, foram submetidos a testes de controlo de alcoolemia e drogas. As amostras de sangue recolhidas no Hospital de Santarém foram enviadas para o Instituto de Medicina Legal, em Lisboa, sendo previsível que os resultados demorem cerca de três meses a ser conhecidos“.

Este procedimento pode atrasar a finalização do relatório da investigação que se encontra em curso por parte da GNR.

O CM refere ainda que “o trabalho técnico dos militares depende muito do conhecimento dos resultados deste exame médico-legal. Além dos exames de perícia nas viaturas, só o conhecimento do estado de cada um dos condutores permitirá concluir o documento final, que depois será entregue ao Ministério Público de Santarém para eventual dedução de acusações em sede de inquérito crime“.

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

23,900FãsCurtir
154SeguidoresSeguir
109InscritosInscrever