Sporting-Sporting de Braga: Goleada dos leões

Sporting-Sporting de Braga: Vitória confortável dos leões diante dos guerreiros.

Sporting Clube de Portugal

5 – 0

Sporting Clube de Braga

Anotações Importantes
21ª Jornada da Liga Portugal Betclic

Estádio José Alvalade
Localidade: Lisboa
Morada: Lisboa
Lotação: 50.000

Emissão
11/02/2024
SPORT TV
18:00

Timeline

8′ Golo de Trincão

18′ Golo de Eduardo Quaresma

70′ Golo de Gyokeres

73′ Golo de Daniel Bragança

85′ Golo de Nuno Santos

Nuno Santos
Gonçalo InácioPedro Gonçalves
AdánMorita
CoatesGyokeres
Hjulmand
QuaresmaTrincão
Geny
Victor Gomez
Álvaro Djaló
Vítor CarvalhoPaulo OliveiraMatheus
Abel RuizZalazar
João MoutinhoFonte
Ricardo Horta
Cristian Borja

Sporting

1 Adán

72 Quaresma (Matheus Reis, 75)

4 Coates

25 Inácio

21 Geny (Esgaio, 84)

42 Hjulmand

5 Morita (Daniel Bragança, 61)

11 Nuno Santos 17 Trincão 9 Gyokeres (Paulinho, 84) 8 Pedro Gonçalves (Edwards, 75)

Sporting de Braga

1 Matheus

2 Victor Gomez (Mendes, 63)

15 Paulo Oliveira

6 Fonte (Niakaté, 83)

26 Cristian Borja

18 Vítor Carvalho (Cher Ndour, 63)

28 João Moutinho 14 Álvaro Djaló (Roger, 90) 16 Zalazar (Pizzi, 83) 21 Ricardo Horta 9 Abel Ruiz

Suplentes:

Sporting: Israel, Matheus Reis, Edwards, Neto, Paulinho, Daniel Bragança, Rafael Pontelo, Ricardo Esgaio, Koindredi.

Sporting de Braga: Lukas Hornicek, Niakaté, Cher Ndour, Roger, Mendes, Rony Lopes, Pizzi, Yan Said, Djibril Soumaré.

Sporting e Sporting de Braga disputaram, este domingo, um dos grandes jogos da 21ª jornada do campeonato.

O regresso a Alvalade de João Moutinho, agora com a camisola do Sporting de Braga, a presença de alguns ex-jogadores do Benfica na equipa baracarense e ainda o assinalável crescimento da equipa minhota nos últimos anos, tornaram este jogo muito apetecível.

O Sporting, por sua vez, queria continuar o bom momento exibido recentemente e apagar os dois jogos com o Braga que já fez esta temporada e que resultaram num empate e em uma derrota (esta na meia-final da Taça da Liga).

O tribunal de Alvalade vaiou João Moutinho a cada toque na bola, nos primeiros minutos de jogo e isso prolongou-se todo o jogo.

O primeiro golo do jogo foi do Sporting, após um disparate de Victor Gomez. Fez um passe da direita para o centro a que a que ninguém foi, aparecendo Trincão que recuperou a bola, olhou para a baliza e rematou cruzado, sem hipótese para Matheus.

Trincão foi formado no Sporting de Braga e por esse motivo não festejou o golo.

Aos 12 minutos, Geny, após jogada de contra-ataque leonino, fletiu da direita para o centro, já dentro da área, e rematou fortíssimo, um pouco acima da barra da baliza.

O Sporting de Braga ficou afectado com o golo e o Sporting começou a massacrar, chegando ao 2-0 sem grande surpresa. Jogada muito bem desenhada, com Pedro Gonçalves a entrar na área, a sofrer um toque e a cair, mas com Quaresma, que vinha na sua retaguarda, a rematar para o fundo da baliza, perante a passividade dos minhotos.

O jogo entrou depois numa fase de muita luta a meio-campo, sem grandes oportunidades para cada lado.

A terminar a primeira parte, o primeiro remate perigoso do Braga foi concretizado por Djaló, de fora da área, sendo desviado e passando perto do poste da baliza de Adán.

A segunda parte começou tal como terminou a primeira, sem oportunidades flagrantes e com muita disputa a meio-campo.

A partir dos 60 minutos, o Braga começou a crescer, em parte devido ao adormecimento do Sporting, com vários passes falhados e a ter menos agressividade na reação à perda de bola.

Os assobios a João Moutinho passaram a insultos, com cânticos como “Moutinho escuta, és um filho da p***”. Os insultos estenderam-se à equipa visitante, com os adeptos leoninos a gritarem “O Braga é merd*”.

Porém, aos 70 minutos, o Sporting chegou ao 3-0, com o suspeito do costume a marcar o golo. Gyokeres a dar ainda mais tranquilidade à equipa leonina, resolvendo o jogo.

E aos 73 minutos, o Sporting voltou a marcar, desta vez por Daniel Bragança, com a defesa do Braga a ver jogar novamente.

Bastou ao Sporting acelerar um pouco o jogo e o Braga voltou a quebrar de forma demasiado fácil, denotando assim falta de estofo para poder lutar pelo título de campeão nacional, como é o sonho do seu presidente, António Salvador.

O quinto golo chegou por Nuno Santos, que voltou a aproveitar a passividade da defesa bracarense, após cruzamento de Esgaio da direita.

E até ao final do jogo, o Sporting podia ainda ter aumentado a vantagem, tais as facilidades que a defesa minhota foi dando.

Vitória justa dos leões.

Árbitro: António Nobre
Árbitros Assistentes: Paulo Brás e Nelson Pereira
4º Árbitro: André Narciso
VAR: Artur Soares Dias
AVAR: João Bessa Silva

Assistência: 39.851 espectadores.

Disciplina: Cartão amarelo

Golos: Trincão (8), Eduardo Quaresma (18), Gyokeres (70), Daniel Bragança (73), Nuno Santos (85)

Texto: Rui Lavrador
Fotografias: Rute Nunes e Carlos Pereira

Siga-nos no Google News

Artigos Relacionados