Terça-feira, Junho 15, 2021

Tony Carreira: “Gostava que o meu caminho cá não fosse longo”

Tony Carreira: "Gostava que o meu caminho cá não fosse longo"

Tony Carreira: “Gostava que o meu caminho cá não fosse longo”, disse em entrevista a Manuel Luí Goucha.

O cantor fez questão de dizer que nunca quis ser um idoso com muita idade, nem sequer celebrar cem anos.

E diz que esta ideia vem de muito antes do falecimento da filha, explicando mesmo que nunca, mas nunca pensou no suicídio.

O cantor, de 57 anos, disse ter “duas certezas” depois da tragédia que se abateu sobre a sua família: “Uma delas é que nunca mais volto a ver a minha filha e a outra é que nunca mais serei o mesmo. (…) A única coisa que me pode ajudar é agarrar-me à associação da minha filha, fazer o bem, acreditar que ela me está a ver e que o caminho que me resta cá não será assim tão longo (…) Gostava que o meu caminho cá não fosse longo“.

Tony explicou que, na verdade, “nunca” teve “vontade de ser um idoso” nem de “festejar cem anos“.

Se lá chegar, será um grande castigo“, disse.

Jamais pensei em terminar com a minha própria vida. Aparentemente, também não é o caminho para encontrar alguém do outro lado“, garantiu.

Acordar é um vazio total, adormecer é a chorar agarrado a uma almofada“, frisou.

Redacçãohttp://www.infocul.pt
Redacção oficial do site infocul.pt

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

23,945FãsCurtir
154SeguidoresSeguir
95InscritosInscrever