Mafra: GNR deteve mulher após esta regar o companheiro com álcool e atear-lhe fogo

 

 

O Comando Territorial de Lisboa, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas, no dia 24 de Outubro, deteve uma mulher, de 40 anos, pela prática do crime de violência doméstica, em Mafra.

No âmbito de uma investigação de violência doméstica, os militares apuraram que na sequência de uma discussão entre um casal, a mulher regou o companheiro, de 41 anos, com álcool etílico, ateando-lhe fogo em seguida. Da agressão, que ocorreu em Mafra no dia 20 de Outubro, resultaram queimaduras extensivas na face, tórax e membros inferiores, tendo sido evacuado de urgência para uma unidade hospitalar. No seguimento das diligências policiais, no dia 24 de Outubro, os militares deram cumprimento a um mandado de detenção para a agressora, que se teria colocado em fuga, tendo a mesma sido localizada e detida, já no concelho de Beja.

A detida foi presente, no dia 25 de Outubro, a primeiro interrogatório judicial no Tribunal Judicial da Comarca Lisboa-Oeste-Sintra, onde lhe foi aplicada a medida de coação de prisão preventiva e proibição de contacto com a vítima, tendo sido conduzida ao Estabelecimento Prisional de Tires.