Mestre Mohri Suzuki ensina caligrafia japonesa no Museu do Oriente

O Mestre Mohri Suzuki ensina caligrafia japonesa no Museu do Oriente no dia 19 de Junho.

Mais do que um gesto de escrita, a caligrafia japonesa é uma forma de arte criativa que expressa a profundidade e espiritualidade de um povo, e que é dada a conhecer no domingo, 19 de Junho, em dois workshops com o mestre Mohri Suzuki, no Museu do Oriente. O primeiro workshop, no dia 19 de Junho, acontece das 13:30 às 15:15. A segunda sessão inicia-se às 15:45 e tem o seu término às 17:30. Por sessão podem participar até 20 pessoas. Os participantes devem levar um avental ou um plástico para protecção da roupa.

 

 

Nestas sessões, os participantes têm a oportunidade de aprender a postura e a forma correctas de manejar o pincel, bem como noções introdutórias sobre os utensílios usados na caligrafia, podendo depois experimentar os traços básicos com caracteres simples. O workshop é finalizado com a escrita de um caractere no ‘shikishi’ (quadro de papel mais sofisticado usado na caligrafia), que os participantes poderão levar de recordação.

 

 

Nascido em 1984, Mohri Suzuki é um proeminente jovem calígrafo japonês, iniciado nesta arte aos cinco anos de idade pelo avô, também ele calígrafo. Suzuki tem-se dedicado à criação de obras de arte, à realização de demonstrações de caligrafia ao vivo e a colaborar com artistas de diversas áreas, como chá, música e cerâmica. A ideologia que segue na sua prática baseia-se na filosofia Zen, no Confucionismo e no espírito ‘On-ko-chi-shin’, que significa o desenvolvimento de novas ideias baseadas no estudo do passado.

 

 

Trata-se de uma iniciativa organizada pela Embaixada do Japão, em colaboração com a Japan Foundation, com o intuito de divulgar esta arte em Portugal. A entrada é gratuita.