Sábado, Novembro 27, 2021

Joe Berardo detido por burlas

Joe Berardo detido por burlas

Joe Berardo detido por burlas, avança o Correio da Manhã.

Este órgão informa que esta detenção decorreu durante uma operação da Polícia Judiciária por burlas em financiamentos concedidos pela Caixa Geral de Depósitos.

“Estão em curso cerca de 50 buscas no âmbito de um inquérito dirigido pelo Ministério Público do Departamento Central de Investigação e Ação Penal no processo Caixa Geral Depósitos”, refere ainda.

A Polícia Judiciária emitiu um comunicado no qual revela, e passamos a transcrever na íntegra, que:

“A Polícia Judiciária, através da Unidade Nacional de Combate à Corrupção e com apoio de outras unidades, em inquérito a correr termos no DCIAP, desencadeou no dia de hoje, em Lisboa, Funchal e Sesimbra, uma operação no âmbito de investigação, em curso, pela suspeita da prática dos crimes de administração danosa, burla qualificada, fraude fiscal e branqueamento.

Esta operação envolveu 180 profissionais, 138 da PJ, 26 da AT,9 do MP e 7 JIC.

Foram efetuadas 51 buscas, sendo, 22 buscas domiciliárias, 25 buscas não domiciliárias, 3 buscas em instituição bancária e 1 busca em escritório de advogado.

A investigação iniciada em 2016, identificou procedimentos internos em processos de concessão, reestruturação, acompanhamento e recuperação de crédito, contrários às boas práticas bancárias e que podem configurar a prática de crime.

A operação da PJ incidiu sobretudo num grupo económico, que entre 2006 e 2009, contratou 4 operações de financiamentos com a CGD, no valor de cerca de 439 milhões de Euros.

Este grupo económico tem incumprido com os contratos e recorrido aos mecanismos de renegociação e reestruturação de dívida para não a amortizar.

Atualmente este grupo económico causou um prejuízo de quase mil milhões de Euros à CGD, ao NB e ao BCP, tendo sido identificados atos passiveis de responsabilidade criminal e de dissipação de património.”

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

23,900FãsCurtir
154SeguidoresSeguir
118InscritosInscrever