Domingo, Outubro 24, 2021

Montijo: Rouxinol Jr. e Luís Carrilho vencem melhor lide e melhor pega

Montijo: Rouxinol Jr. e Luís Carrilho vencem melhor lide e melhor pega

Montijo: Rouxinol Jr. e Luís Carrilho vencem melhor lide e melhor pega, na corrida que ontem se realizou.

Este domingo decorreu a Corrida das Tertúlias Tauromáquicas do Montijo, com cartel Ibérico, mas onde os apenas os portugueses deixaram aroma.

Texto: Sónia Batista
Fotografias: D.R. / S.B
.

Andres Romero teve a tarefa dificultada pelo lote Alves Inácio. Perante o primeiro que inicialmente saiu com “muita pata” para posteriormente evidenciar, ainda mais, a sua mansidão, Romero destacou-se no quarto e quinto curto em sorte frontal, cravando a curta distância do oponente. 

Ao quarto touro da ordem, o rejoneador esteve em melhor plano na fase dos curtos; essencialmente nos últimos três curtos marcados ao pitón contrario. Adornou o cite com um terra a terra no último ferro curto, resultando esteticamente bem esta fase final da sua atuação no Montijo.

Luís Rouxinol Júnior esteve muito coeso em ambas as lides, por diferentes razões, recebendo os dois touros à porta gaiola. 

Na primeira atuação, Rouxinol Júnior mostrou as cartas que tem para dar a volta a todo o tipo de touros, tanto nas sortes como na preparação e remate das mesmas. 

A segunda atuação elevou a tarde para um escalão superior. Uma lide sobretudo com marcações ao piton e a levar brilhantemente o touro no estribo ladeando perante a carga do oponente. Devido à sua garra, a sorte guardou-lhe o melhor touro da tarde e assim o jovem cavaleiro levou consigo o troféu para a melhor lide.

António Prates não facilitou o trinfo aos colegas de cartel! Mostrou atributos e desenvolveu uma primeira lide com sortes fortemente marcadas ao pitón contrário e com um quiebro ao primeiro curto. 

Na segunda lide soube aquecer a sua atuação no Montijo na fase final da mesma, com quiebros na cara do touro e uma série de dois palmos colocando o último em violino e encerrar a corrida.

As pegas estiveram a cargo de três grupos de forcados. Pelos Forcados Amadores do Ribatejo, inicialmente foi à cara o forcado Dário Silva que ao resultar lesionado após duas tentativas foi dobrado por Rafael Costa, forcado valoroso que aguentou um forte derrote por alto e consumou no seu primeiro intento. O quarto touro da tarde teve a pega consumada à segunda tentativa por João Pedro Oliveira.

O Grupo Forcados Amadores da Tertúlia Tauromáquica do Montijo concretizaram duas pegas à primeira tentativa, com Armando Costa e Luís Carrilho a serem escolhidos para irem à cara do touro. Luís Carrilho foi justamente vencedor do prémio para a melhor pega.

Os Forcados Amadores do Montijo completaram o cartel com José Pedro Suiças a concretizar à segunda e Hélio Lopes à primeira.

É de enaltecer e referenciar a chamada à praça do representante da ganadaria Alves Inácio ao quinto touro da tarde, dando assim volta à arena com o cavaleiro Luís Rouxinol Júnior e o forcado Luís Carilho, juntando em praça, numa premonição, os que no final resultaram triunfadores dos prémios em disputa.

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

23,900FãsCurtir
154SeguidoresSeguir
114InscritosInscrever