Quarta-feira, Outubro 27, 2021

Novas confirmações para o Super Bock em Stock

Novas confirmações para o Super Bock em Stock

Novas confirmações para o Super Bock em Stock, que se realiza a 19 e 20 de Novembro em Lisboa.

O Super Bock em Stock está de regresso nos dias 19 e 20 de novembro, para encher a Avenida da Liberdade e artérias adjacentes com alguma da melhor música nova do momento, entrelaçada com a paisagem urbana da capital, num ambiente verdadeiramente único e inesquecível. Depois das primeiras confirmações, há mais seis concertos que prometem enriquecer (e muito) o cartaz deste ano: Iceage, Wet Leg, NiNE8 COLLECTIVE e, como sempre aconteceu no Festival, também a aposta no talento nacional com Nena, Stckman w/ Kyle Quest e Narciso.

Os mais céticos quanto ao presente e futuro do rock podem encontrar razões para ter esperança em bandas como os Iceage. A banda dinamarquesa formada por Johan Surrballe Wieth, Dan Kjær Nielsen, Elias Bender Rønnenfelt, Jakob Tvilling Pless e Casper Morilla já vai no quinto disco de originais e, dez anos depois da estreia, continua a desafiar-se a cada novo registo, não repetindo fórmulas do passado, mesmo quando essas fórmulas são sinónimo de sucesso, tanto para o público como para a crítica. A energia explosiva da banda revelou-se logo na estreia. “New Brigade”, editado em 2011, mostrou um grupo de jovens formados no pós-punk, hardcore e no wave. Seguiram-se “You’re Nothing” (2013) e “Plowing Into the Field of Love” (2014). A agressividade punk continuou a marcar a identidade da banda, mas é como se a atmosfera se tornasse cada vez mais densa e obscura ao longo destes primeiros registos dos Iceage. “Beyondless”, editado em 2018, mostrava uma banda empenhada em ir ainda mais além, convidando uma série de elementos novos para a sua música e dando origem a um disco bem diferente dos anteriores e cheio de tonalidades. Peter Kember, conhecido como Sonic Boom, líder dos Spacemen 3 e produtor dos MGMT e Beach House, foi o escolhido para produzir “Seek Shelter”, o quinto disco da banda. Este registo foi gravado em Lisboa, ainda antes da pandemia. E, talvez influenciado pela cidade, “Seek Shelter” dá-nos conta de uma luz nova entre as sombras que esta banda tão bem sabe explorar. Entretanto o mundo mudou, mas as canções continuam magníficas – e voltam a Lisboa, no regresso do Super Bock em Stock.

Tudo começou quando as sensibilidades de Rhian Teasdale e Hester Chambers se encontraram no topo de uma roda gigante. Pouco depois decidiram formar uma banda e deram-lhe o nome de Wet Leg. Com guitarras em punho, uma imaginação efervescente e uma paixão partilhada pela música de nomes como The Ronettes, Jane Birkin, Ty Segall e Björk, elas começaram a fazer as primeiras canções. E é difícil imaginar melhor início do que aquele nos é apresentado pelo single “Chaise Longue”. Produzido por Jon McMullen e misturado por Alan Moulder (Arctic Monkeys, Beach House, Foals…), esta estreia da banda é um clássico instantâneo, capaz de colocar o mundo todo de olhos postos no futuro das Wet Leg. E a prova disso é que o vídeo que acompanha o single, também ele uma pérola realizada pelas próprias integrantes da banda, já ultrapassou a marca do milhão de visualizações no YouTube. Quando se ouve a música das Wet Leg é fácil perceber a influência do surf rock dos anos 60, mas as influências detetadas também podem ser contemporâneas: Best Coast, The Strokes, Alvvays… Este arranque das Wet Leg não poderia ser mais promissor e faz crescer as expectativas também entre o público português, que terá a oportunidade de as encontrar ao vivo no Super Bock em Stock.

NiNE8 COLLECTIVE é um coletivo de criadores sediado em Londres e fundado no ano de 2016. Composto por jovens artistas, músicos, rappers e outros criativos, que vão da moda à música, passando pelas artes visuais, este coletivo funciona como uma plataforma que permite facilitar a criação e a promoção da cultura britânica ligada ao movimento underground. Tudo começou quando um grupo de amigos começou a fazer música, as imagens que acompanhavam essa música e até roupa. No início, a partilha era feita dentro deste pequeno grupo de jovens, mas rapidamente a escala se alargou, construindo uma rede de artistas que se identificam com as ideias sobre as quais se edifica este NiNE8 COLLECTIVE. A presença no Red Bull Music Festival e os concertos dados em Amesterdão e Roterdão, por exemplo, são alguns dos momentos altos do percurso deste coletivo britânico. Encetar colaborações e promover o trabalho de cada um dos membros é o grande objetivo de um coletivo que é, cada vez mais, sinónimo da arte, da música e da moda de vanguarda que parte da cultura underground do Reino Unido para todo o mundo – e a próxima paragem é mesmo Portugal, já em novembro, no Super Bock em Stock.

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

23,900FãsCurtir
154SeguidoresSeguir
114InscritosInscrever