Palma’s Gang no Capitólio: A incrível jovialidade dos ‘cotas’

Palma’s Gang no Capitólio: A incrível jovialidade dos ‘cotas’ arrebatou o público este sábado, 19 de Novembro.

Palma's Gang no Capitólio: A incrível jovialidade dos 'cotas'

Texto: Rui Lavrador
Fotografias: Rute Nunes e Carlos Pedroso

Jorge Palma, Alex, Flak e Kalu voltaram a juntar-se no mesmo palco para um ansiado reencontro, com um alinhamento em que foi demonstrado o lado mais rock de Jorge Palma, que celebra 50 anos de carreira.

Este espectáculo do ‘Palma’s Gang’ encerra a série de concertos de ‘Antologia’ que levou Jorge Palma a percorrer toda a sua discografia e também a um reencontro de um grupo que partiu da ideia de Zé Pedro, conceituado guitarrista que fisicamente já não está entre nós.

Este projecto formou-se em 1992 e teve o seu concerto mais épico no Johnny Guitar, em 1993. Um concerto que ficou eternizado com o lançamento, pela Polygram, da gravação ao vivo do concerto num álbum bem elucidativo de todo o clima que rodeou o espectáculo de Palma e dos seus amigos e colegas.

Agora, 29 anos depois, voltaram a juntar-se (à excepção de Zé Pedro, pelos motivos acima referidos), no Capitólio, em Lisboa.

Com um público muito disperso em termos de faixa etária, a noite foi de rock à antiga, adaptada aos tempos modernos, num ambiente de grande visceralidade por entre os fãs de Palma, mas acima de tudo da música rock.

Um alinhamento muito bem selecionado, uma banda que não deu qualquer hipótese de crítica e um público que soube cantar, dançar, entregar-se por completo ao espectáculo, ao mesmo tempo que se ia refrescando (a sala estava muito quente) com águas , cervejas e outras bebidas.

Uma noite revivalista, mas em que os “cotas” mostraram estar em grande forma e com uma jovialidade que nos obriga a pedir que se juntem mais vezes. Porque a qualidade é intemporal!

O concerto repete hoje no Capitólio, pelas 21:00.

Alinhamento:

Portugal, Portugal
Eles já estão fartos
Poema Flipão /Outra Onda
Velho no jardim
Razão de estado
Eternamente Tu
Obrigação / Meu amor
Jeremias
Lobo malvado
Deixa-me rir
Cara d’Anjo Mau
Podem falar
O homem invisível
Tempo dos assassinos
Dormia tão sossegada
Minha Senhora da Solidão
Espécie de Vampiro
Eu sei lá
Walk on the wilk side
Picado pelas abelhas

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

28,917FãsCurtir
12,945SeguidoresSeguir
308SeguidoresSeguir
201InscritosInscrever