Sábado, Setembro 18, 2021

Ronaldo obrigado a destruir marquise

Ronaldo obrigado a destruir marquise

Ronaldo obrigado a destruir marquise, após obra clandestina.

Cristiano Ronaldo poderá ter de demolir a marquise do seu apartamento em Lisboa, que custou mais de 7 milhões de euros.

Depois de toda a polémica, Ronaldo pode ser obrigado a destruir a marquise por esta ultrapassar a altura máxima, legal, do edifício.

Uma decisão que pode ser emitida pela CML em breve, pois o decreto-lei n.º 136/2014, no artigo 102º, estabelece que as as câmaras municipais “estão obrigadas a adotar as medidas adequadas de tutela e restauração da legalidade urbanística quando sejam realizadas operações urbanísticas em situações que estejam, entre outras, em desconformidade com as normas legais ou regulamentares aplicáveis.

Quando estas ilegalidades surgem, uma das medidas previstas no decreto-lei consiste “na determinação da demolição total ou parcial de obras”, como refere o artigo 102º, nº 2, alínea e).

Em declarações à CMTV, a presidente da Secção Regional de Lisboa e Vale do Tejo da Ordem dos Arquitetos, afirma que a alteração que Cristiano Ronaldo fez não se chama de ‘marquise’: “Portanto, é uma operação de alteração ou de ampliação do edifício. Estamos perante uma obra clandestina.”

Vão [Câmara de Lisboa] fazer a fiscalização, vão dar um prazo, parece-me que é impossível ser autorizado aquele volume em cima do edifício, por isso deverá ser ordenada a demolição”, acrescentou.

Helena Botelho afirma ainda que “a arquitetura é de todos e é para todos, tal como a lei”.

Há ainda um outro problema, que prende-se com o edifício estar no cone de aproximação à pista do Aeroporto de Lisboa, necessitando, assim, de uma autorização da Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC).

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

23,900FãsCurtir
154SeguidoresSeguir
109InscritosInscrever
Corrida de Sobral de Monte Agraço 2021