Quinta-feira, Junho 24, 2021

Empresário César de Paço quer eliminar, da Wikipédia, ligação ao Chega e acusação de roubo

Partido Chega – CONSUL CHEGA Andre Ventura

Depois da reportagem da SIC, o empresário português Caesar DePaço (como é conhecido nos Estados Unidos César de Paço) tenta retirar da página da Wikipédia as referências de ligação ao Chega e ainda de crimes que remontam aos anos 90.

O Correio da Manhã noticia que o advogado do ex-cônsul de Portugal na Florida exigiu que fossem retiradas da biografia as referências a ligações à extrema-direita – como apoiante do Chega – e a crimes que remontam aos anos 90, informações que foram incluídas após a reportagem da SIC sobre o partido de André Ventura.

O empresário é descrito na Wikipédia como um multimilionário ligado ao Chega e a Fernando Madureira, dos Super Dragões, que foi acusado em 1991 dos crimes de furto qualificado e fuga. O Ministério Público sustenta que o empresário, então professor, roubou um relógio de ouro e outras joias – tudo avaliado em 7500 euros – mas nunca foi detido. Em 1993 foi declarado contumaz, mas o processo acabou arquivado em 2000 porque o crime prescreveu.

Caesar DePaço é um cidadão português que vive nos Estados Unidos e está a ser vítima de uma cabala, na tentativa de o fazer figurar como uma pessoa criminosa”, disse o advogado do empresário numa mensagem enviada à Wikipédia, no dia 18 de janeiro, depois de ter sido impedido de editar o perfil do seu cliente. Rui Barreira acusa o site de “injúria” e “difamação”. Já a plataforma acusa-o de “vandalismo” e de “ameaças”, remetendo qualquer decisão sobre a página para a discussão que está a decorrer.

Ao CM, o advogado assumiu que “vão ser tomadas medidas judiciais” contra a Wikipédia caso esta não elimine, das páginas portuguesa e inglesa, tudo o que foi acrescentado após a reportagem. “Caesar DePaço é um homem de direita, mas não de extrema-direita. Querem fazer dele uma pessoa que não é por motivos políticos”, defende, acrescentando que o ex-cônsul fez “donativos para vários partidos” e não apenas para o Chega.

Recordar que o empresário fez um donativo de 10 480 euros ao Chega, de André Ventura. “Uma migalha se tivermos em conta a sua fortuna”, disse o advogado Rui Barreira ao Correio da Manhã.

Redacçãohttp://www.infocul.pt
Redacção oficial do site infocul.pt

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

23,945FãsCurtir
154SeguidoresSeguir
99InscritosInscrever