Fernando Cunha anuncia concertos em Porto e Lisboa

Fernando Cunha anuncia concertos em Porto e Lisboa

Fernando Cunha anuncia concertos em Porto e Lisboa, em Abril de 2022.

Depois de revelado “A Máscara”, single de antecipação do novo álbum de estúdio, com data de edição agendada para 25 de fevereiro de 2022, Fernando Cunha anuncia agora as datas dos concertos de apresentação ao vivo deste próximo trabalho de originais, “A Linha do Tempo”. Dia 09 de abril o artista atua no Hard Club, no Porto, e dia 13 do mesmo mês, sobe ao palco do Teatro Maria Matos, em Lisboa. Serão duas datas ao vivo, onde os 12 tema que compõem este novo trabalho serão tocados e ouvidos na íntegra pela primeira vez.
 
“Nas duas exibições ao vivo será possível conhecer o novo trabalho na íntegra e ainda alguns dos temas mais marcantes editados a solo pelo artista.” Em palco, Fernando Cunha terá a seu lado alguns dos nomes que contribuíram com o seu talento para este disco criado num período tão atípico. Paulo Costa (Ritual Tejo e Ar De Rock), Diogo Campos (Legal Evidence e Ar De Rock) e Maria León (Ravel, Ar De Rock e Chameleon Collective) são os convidados especiais que se juntam-sena celebração deste novo registo de originais. Tanto Lisboa, como o Porto, serão ainda brindados com um convidado surpresa, revelado apenas durante o concerto.
 
Fernando Cunha, nome incontornável da cena pop-rock nacional, membro fundador dos Delfins, Ar De Rock e da super-banda Resistência, já deu a conhecer ao público o single de antecipação deste novo trabalho, tema intitulado “A Máscara”, já disponível em todas as plataformas digitais. A faixa de avanço do próximo disco do veterano é um espelho do tempo vivido nos últimos tempos. Um tempo que ninguém pediu, mas que a todos se impôs.
 
“A Máscara” reflete isso mesmo e é a razão pela qual é a primeira faixa a ser revelada. Com letra de Joana Alegre e música do próprio, o primeiro single conta com mistura feita em Portugal, nos estúdios Great Dane Studios, por Nuno Fernandes, engenheiro de som que trabalhou muitos anos nos Estados Unidos com nomes como Brian Adams, Procol Harum, Pete Brown & Philip Ryan, Curved Air, e masterização realizada em Inglaterra por Gwyn Mathias, masterizador de grandes artistas internacionais como Joan Armatrading, Steve Hackett, Sex Pistols, Orange Juice, The Pretty Thins, Sharks, entre muitos outros.
 
No novo álbum, Fernando Cunha (que se ocupa de voz, guitarras elétrica e acústico, baixo e sintetizadores) volta a rodear-se de amigos, cúmplices e aliados, companheiros de um longo percurso musical como João Gomes (teclados, baixos eletrónicos e programações), João Alves (guitarras e baixo elétrico), Francisco Cunha (bateria) e João Campos (em voz e coros). É esta a banda base a que se juntam convidados como Diogo Campos (membro dos Ar de Rock, aqui em voz e coros), Maria Leon (dos Ravel, voz e coros), Paulo Costa (Ritual Tejo, voz) e Pedro Jóia (guitarra clássica).

“A Linha do Tempo” foi gravado entre a habitual base de trabalho de Fernando Cunha, o estúdio 1 Só Céu, em Cascais, com Hélder Nelson a ocupar-se da gravação das vozes, com baterias a serem captadas no Auditiv, por Carlos Vales, e misturas finais a cargo de Nuno Fernandes, nos Great Dane Studios. O carimbo final, da masterização, foi dado por Gwyn Mathias, em Inglaterra. Neste trabalho, Cunha continua a explorar a clássica sonoridade que desenvolveu ao longo do tempo, partindo das guitarras para a construção de paisagens sonoras sofisticadas, com a eletrónica a dar um válido contributo para a definição de uma personalidade musical vincada.

09 de abril 2022— Hard Club — Porto

Abertura de Portas: 20h30 
Início do Espetáculo: 21h30

13 de abril 2022 — Teatro Maria Matos — Lisboa

Abertura de Portas: 20h15
Início do Espetáculo: 21h00

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

29,017FãsCurtir
12,945SeguidoresSeguir
308SeguidoresSeguir
203InscritosInscrever