Domingo, Setembro 19, 2021

Manuel Moreira denuncia violência contra um poste para “esmagar genitália”

Manuel Moreira denuncia violência contra um poste para "esmagar genitália"

Manuel Moreira denuncia violência contra um poste para “esmagar genitália”, quando estudava.

Após ataque homofóbico de que foi alvo, Manuel Moreira foi hoje à SIC.

Em conversa com Júlia Pinheiro disse que “eu, por exemplo, não me queixava disto à minha mãe (…) isso implicava eu verbalizar uma coisa que eu próprio na altura ainda nem sabia o que era (…) na altura não me apetecia dizer à minha mãe que eles diziam “ele é maricas”… “ele é paneleiro”…”, explicou.

Não percebia o preconceito até porque “fazia pouca coisa” para que isso acontecesse, revelou também os ataques ofensivos de que foi alvo e contou um episódio que era uma “tradição” feita por alguns rapazes, o intitulado “ir ao poste”:

Os jovens mais másculos do liceu escolhem alguém, de vez em quando, e porque lhes apetece, para levá-los a um poste e puxam as pernas e os braços, um de cada lado, para nos esmagar contra o poste e para nos esmigalhar a genitália como quase como uma ação punitiva, um statement qualquer e isto foi-me feito nos 13 anos uma ou duas vezes por 10 rapazes ao mesmo tempo”, acrescentou.

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

23,900FãsCurtir
154SeguidoresSeguir
109InscritosInscrever