Quinta-feira, Outubro 21, 2021

Évora: Corrida agradável e cavaleiros a responderem bem ao repto da empresa

Évora: Corrida agradável e cavaleiros a responderem bem ao repto da empresa

Évora: Corrida agradável e cavaleiros a responderem bem ao repto da empresa, ontem na arena eborense.

A Arena de Évora recebeu, este domingo, uma corrida de touros de Borrego Leonor e Irmão S.A. O cartel foi composto pelos cavaleiros Rui Salvador que substituiu António Telles que continua a recuperar da colhida em Reguengos, Gilberto Filipe que substituiu Francisco Palha que suspendeu a temporada depois da colhida de quinta-feira em Vila Franca de Xira, Miguel Moura que substituiu o seu irmão João Moura Jr. que se lesionou num treino obrigando a substituto, forcados Amadores de Évora e forcados Amadores de Coruche que comemoram os 50 Anos de existência.

Texto e fotografias: Roberto Pingas Rodrigues

Houve esclarecimento das alterações ao público, numa atitude correcta, pela voz do empresário Francisco Mira sobre as já ditas mudanças, pedindo ainda um aplauso em forma de agradecimento aos cavaleiros por terem aceite a entrada no cartel.

Rui Salvador brindou a primeira lide a João Moura Jr. presente nas bancadas. Numa lide clássica, com temple, Rui escolheu bem os terrenos para desenhar as suas sortes rematando-as com brio como nos tem vindo a acostumar esta temporada. Tendo ainda na fase da cravagem curta, se destacado com brega ladeada levando o touro na garoupa do cavalo. Para a cara deste primeiro touro, pelos Amadores de Évora, João Madeira consumou ao primeiro intento.

Gilberto Filipe teve uma lide mais empolgante, de tricórnio colocado, frente a um Palha que foi de mais a menos, Gilberto esteve bem com sortes à tira, sortes de frente e destacou-se no último ferro curto, com o touro já com querença em tábuas e Gilberto numa sorte de frente, praça à praça, cravou com galhardia. Neste touro, foi forcado de cara Tiago Gonçalves que acabou sendo dobrado por Fábio Casinhas que concretizou a pega à 3ª tentativa efectiva.

Miguel Moura abriu a sua atuação com uma sorte gaiola larga, tendo depois desenhado uma lide em crescendo. Desenhou sortes de frente, com batida ao piton contrário, destacando-se ainda pela boa brega. Destaque para Miguel por não ter deixado os peões de brega entrar na sua lide. Saltou para a praça, Dinis Caeiro, pelos amadores de Évora, para concretizar uma pega à 1ª tentativa numa fugida do touro ao restante grupo.

Rui Salvador voltou à arena para lidar o segundo do seu lote, um touro que investia mais na capa que no cavalo, mesmo assim Rui não virou cara à luta e toureou conforme ia tendo touro. Sortes a sesgo foram as sortes mais favoráveis ao cavaleiro para concluir a sua lide. António Tomás, pelos Amadores de Coruche, brindando à empresa, conseguiu concretizar a pega à segunda tentativa depois de na primeira o touro ter fugido ao restante grupo e António não resistir aos derrotes.

Gilberto Filipe no seu segundo touro foi de menos a mais, cravou 3 ferros compridos em sortes largas à tira, nos curtos corrigiu os terrenos pisados, com sortes de frente com o touro no meio da arena. Gilberto toureou com boa brega, mostrando classe no seu toureio e o seu valor, que tantas vezes é esquecido pelos empresários. Zé Maria Caeiro saltou à arena para concretizar uma brusca pega à 1ª tentativa onde o touro arrancou ao terceiro passo do forcado.

Para a última lide da tarde, Miguel Moura recebeu o seu segundo touro também com uma sorte gaiola, desta vez um pouco mais ajustada. Cravou mais um ferro comprido de largo e iniciou a cravagem curta. Mudou de montada para um cavalo profundamente bom na brega ladeada, teve a infelicidade de o touro ter apanhado as patas traseiras ao cavalo, derrubando o cavalo e cavaleiro para o chão, nada de alarmante porque até o próprio touro se assustou com o aparato. Miguel continuou a sua lide com mais garra e cravou mais 2 curtos de boa nota. Fechou a lide com palmitos pouco resultantes. Para fechar as pegas, pelos Amadores de Coruche saltou João Prates que depois de corrigir completamente a primeira tentativa fez uma excelente pega ao segundo intento, pega esta que foi brindada à madrinha do Grupo de Forcados Amadores de Coruche. Ganadeiro chamado à arena para ovação com o cavaleiro e forcado.

Os touros Palha saíram na generalidade bem apresentados, bom comportamento quer nos cavalos quer nos forcados (excepto o 4º da tarde). Uma boa tarde de touros em Évora onde se registou uma boa adesão de publico propositando um magnifico ambiente durante a corrida.

Dirigiu a corrida Maria Florindo assessorada pela Dra. Ana Gião Gomes. No cornetim esteve presente Ricardo Fernandes.

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

23,900FãsCurtir
154SeguidoresSeguir
114InscritosInscrever