Quinta-feira, Outubro 21, 2021

Amieira: Vinhas e Vale Sorraia venceram concurso de ganadarias

Amieira: Vinhas e Vale Sorraia venceram concurso de ganadarias

Amieira: Vinhas e Vale Sorraia venceram concurso de ganadarias, na Amieira.

A Praça de Touros da Amieira recebeu, este sábado, um concurso de ganadarias.

Fotografias e Texto: Roberto Rodrigues

Em praça, os cavaleiros Luís Rouxinol, Miguel Moura e António Prates, os forcados Amadores de São Manços e Alcochete e touros das ganadarias Pégoras, Fernandes Castro, Passanha, Vinhas, Branco Núncio e Vale Sorraia. Actuou ainda o jovem cavaleiro Tristão Ribeiro Telles, frente a um novilho de David Ribeiro Telles.

Abriu praça o cavaleiro Luís Rouxinol frente a um toiro da ganadaria Pégoras, um toiro com pouca correspondência quer no cavalo quer no capote. Pouco movimentado e com características de manso, o toiro da ganadaria Pégoras dificultou a lide de Luís Rouxinol. Para a cara deste toiro foi o forcado Jorge Silva dos Amadores de S. Manços que consomou a 2ª tentativa. No segundo toiro da sua ordem, baixo mas pesado, saiu à praça um Vinhas que deixou Luís fazer aquilo que mais gosta, mais ligado ao público e arriscando mais nos terrenos, conseguindo uma excelente lide. Pegou pelos Amadores de Alcochete, Manuel Duarte à 1ª tentativa.

No segundo da noite, Miguel Moura em praça para lidar um toiro da ganadaria Fernandes Castro, um toiro mais nobre, muito ligado ao toureiro mas também ao que se passava na bancada. Miguel foi aumentando a fasquia com o decorrer da lide e agradou ao público que já neste segundo toiro queria mais dos cavaleiros. Quanto à pega, concretizou Henrique Duarte, dos Amadores de Alcochete, à 1ª tentativa, tendo ainda o 1º ajuda direito a uma volta. Miguel no seu segundo toiro teve um Branco Núncio muito ligado ao cavalo, perseguindo-o constantemente o que permitiu a Miguel fazer também uma lide agradável. Manuel Trindade pelos Amadores de S. Manços pegou à 1ª tentativa.

António Prates veio mais uma vez até à Amieira para mostrar o que tem aprendido ao longo dos anos, frente a um Passanha, calmo e poupado na investida, fez o que conseguiu para não dececionar o público. Neste Passanha pegou Martim Moreno, dos Amadores de S. Manços, à 1ª tentativa. Prates no último da noite teve um Vale Sorraia que deixou o cavaleiro lidar à sua maneira, arriscada e levando uns toques na montada, ainda assim a pôr o público alegremente aplaudindo. Pegou o 7º toiro da corrida Tiago Cação, dos Amadores de Alcochete, à 3ª tentativa.

Tristão Ribeiro Telles lidou um novilho da ganadaria David Ribeiro Telles e mostrou que está apto para superar as dificuldades no seu futuro. Frente a um novilho que nada ligava ao cavalo, Tristão estudou bem os terrenos e o público gostou da sua prestação na Amieira. Este novilho foi pegado pelos dois grupos de forcados presentes, sendo cara Manuel Valadas, dos Amadores de S. Manços.

A Corrida de Toiros teve uma boa moldura humana, perto da lotação esgotada permitida pela DGS. Corrida dirigida por Domingos Jeremias, assessorado por Ana Gomes, como veterinária. No cornetim André Caldeira.

No concurso de bravura e apresentação estavam as Ganadarias Pégoras, Fernandes Castro, Passanha, Vinhas, Branco Nuncio e Vale Sorraia, ganhando por bravura a Ganadaria Vinhas e por apresentação a Ganadaria Vale Sorraia.

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

23,900FãsCurtir
154SeguidoresSeguir
114InscritosInscrever