Terça-feira, Agosto 3, 2021

Caso Pedrógão Grande: Jornalista da TVI vence batalha judicial contra 18 funcionários da autarquia

O jornalista André Carvalho Ramos saiu vitorioso após uma ‘guerra’ judicial com pessoas ligadas à autarquia de Pedrógão Grande.

Disso deu conta, através das redes sociais.

Publicamos de seguida, na íntegra:

Dezoito funcionários da Câmara Municipal de Pedrógão Grande tentaram processar-me após a minha investigação aos donativos para as vítimas dos incêndios de 2017. E perderam.A procuradoria-geral da República arquivou o processo invocando que foi prestada “informação de interesse público”. O despacho destaca ainda que “a forma como foram geridos, organizados e distribuídos os bens doados foi alvo de escrutínio pela própria sociedade, na medida em que os doadores – ainda que anónimos – tinham interesse em que os seus objetos fossem efetivamente destinados e encaminhados para quem deles precisava”.A reportagem revelou que mobílias e eletrodomésticos novos em folha estiveram escondidos durante mais de um ano em armazéns da autarquia, enquanto muitas das vítimas continuavam sem receber qualquer ajuda.Recebi ameaças de morte e tentativas de agressão por parte de funcionários públicos que, curiosamente, puseram-me um processo-crime por perseguição e introdução em lugar vedado ao público. Entre eles está Telmo Alves, filho de Valdemar Alves, que geriu os donativos como quis, ao contrário de todas as outras autarquias afetadas pelo mesmo incêndio. Pois bem, perderam em toda a linha. Fica o aviso para todos aqueles que acham que só se lida com a verdade ameaçando jornalistas: não, não é assim pelo menos em Democracia.

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

23,900FãsCurtir
154SeguidoresSeguir
102InscritosInscrever