Terça-feira, Setembro 21, 2021

Ferro Rodrigues queixa-se de juiz que o acusou de pedofilia

Ferro Rodrigues faz queixa de juiz que o acusou de pedofilia

O gabinete de Eduardo Ferro Rodrigues informou que o presidente da Assembleia da República informou o Conselho Superior de Magistratura de um “vídeo atentatório da sua honra” publicado pelo juiz Rui Fonseca e Castro.

Como aqui demos conta, nesse vídeo, o juiz fez fortes acusações ao governante, inclusive de pedofilia.

O presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, levou já ao conhecimento do Conselho Superior de Magistratura, através do seu Presidente e Presidente do Supremo Tribunal de Justiça, para os devidos efeitos, o vídeo atentatório da sua honra que o Juiz Rui Fonseca e Castro publicou no seu canal no Youtube, salientando a gravidade das declarações contidas no referido vídeo, que, além do mais, se afigura constituírem um crime público“, divulgou o gabinete do presidente do parlamento.

Posteriormente, pelas 18:00 a publicação já não se encontrava disponível, lendo-se a mensagem “este vídeo foi removido por violar a política do YouTube relativa a assédio e ‘bullying‘”.

Lembrar que o referido juiz foi suspenso pelo Conselho Superior da Magistratura (CSM) , em Março de 2021.

Isto, após o referido juiz ter ficado conhecido devido a declarações negacionistas sobre o uso de máscaras e o confinamento no âmbito da pandemia de covid-19.

Na decisão do CSM, a que a agência Lusa teve acesso, é dito que o juiz, que publicamente tem manifestado posições negacionistas em relação à pandemia, teve uma conduta que “se mostra prejudicial e incompatível com o prestígio e a dignidade da função judicial“.

Além da suspensão preventiva, o órgão de gestão e disciplina dos juízes decidiu ainda abrir um processo disciplinar ao magistrado.

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

23,900FãsCurtir
154SeguidoresSeguir
109InscritosInscrever