Terça-feira, Dezembro 7, 2021

Amieira: João Salgueiro da Costa triunfou em tarde de conquista de prémio pelos Amadores de Monsaraz

Amieira: João Salgueiro da Costa triunfou em tarde de conquista de prémio pelos Amadores de Monsaraz

Amieira: João Salgueiro da Costa triunfou em tarde de conquista de prémio pelos Amadores de Monsaraz, esta tarde.

A castiça praça de touros de Amieira recebeu, esta tarde, uma corrida de touros, na estava a concurso a melhor pega da tarde. Nesta corrida compôs o cartel, os cavaleiros Ana Batista, João Salgueiro da Costa e Luís Rouxinol Jr. e os Grupos de Forcados Amadores de São Manços, Póvoa de São Miguel e Monsaraz para o concurso de melhor pega frente a um curro da Ganadaria Fernandes Castro.

Texto e fotografias: Roberto Pingas Rodrigues.

Ana Batista abriu a tarde frente a um touro de capa negra e que se mostrou distinto em duas fases da lide. Numa primeira com investida e mobilidade, durante a qual se destacou um ferro comprido numa sorte à tira, cravado no centro da arena por parte da cavaleira. Posteriormente, o touro começou a mostrar querença em tábuas, mas a cavaleira, valorosamente, conseguiu levar a melhor sobre o oponente. Ana Batista cravou ferros de praça a praça maioritariamente com batida ao píton contrário. Para a primeira pega, o cabo João Fortunato, dos Amadores de São Manços, escolheu Martim Moreno que concretizou ao primeiro intento com uma excelente ajuda do forcado Luís Telles.

João Salgueiro da Costa foi o segundo cavaleiro a actuar esta tarde na praça de touros da Amieira, numa atuação bem conseguida por parte do ginete. Com uma quadra de cavalos escolhida a dedo, João desenhou uma boa lide desde cedo, escolhendo bons terrenos para os compridos cravados à tira, de praça a praça. Na cravagem dos curtos, o cavaleiro também desenhou uma lide harmoniosa, puxando o touro para os terrenos que lhe convinham e cravando de alto a baixo entrando pelos terrenos do touro a dentro. Este touro também de capa negra, um pouco bisco, bastante móvel, com uma investida irrepreensível. Consumou a pega, ao segundo tento, António Banha pelo Grupo de forcados Amadores da Póvoa de São Miguel.

Luís Rouxinol Jr. abriu a sua actuação com um cavalo com ferro de Pablo Hermoso de Mendonza para a cravagem dos ferros compridos. Luís abriu a cravagem com dois bons ferros compridos e um terceiro mais descaído. Nota de destaque para a forma como Luís levou o touro na garupa do cavalo dando duas voltas à arena e ligando assim de imediato o touro à montada. Luís nos curtos andou muito bem, com uma brega de alto nível, variando os terrenos e as sortes. Sortes de frente, de médios a médios, mas també desenhando sortes frontais com batida ao píton contrário, bem rematadas. Mais uma nota para o excelente ferro em sorte de violino com que Luís Rouxinol Jr. rematou a sua primeira lide. César Ferreira, pelos Amadores de Monsaraz, consumou à quarta tentativa.

Ana Batista voltou a arena com ganas para dar tudo, mas o touro número 143 não permitiu que Ana levasse o triunfo para casa. Touro velhaco que investia mesmo só para fazer mal. Ana andou bem na brega, na escolha dos terrenos e com sortes de frente cravou a ferragem da ordem. Destaque para o empenho de Ana Batista com que lidou este manhoso touro. Manuel Trindade, pelos Amadores de São Manços, efetuou a pega à sexta tentativa.

João Salgueiro da Costa na sua segunda lide desta tarde triunfou com uma actuação de excelência. Lide muito bem conseguida por parte de João Salgueiro da Costa que teve touro para dar e para vender e aproveitou isso da melhor maneira. João teve pela sua frente o touro mais pesado deste curro, com 545kg de puro touro bravo, um touro muito nobre, bem rematado de carnes, capa negra como os anteriores tirando a ponta da cauda que era branca, cara grande e córnea bem definida. João usou a arena toda para a cravagem dos ferros curtos, as reuniões resultaram maioritariamente no centro da arena. Rematou a lide com dois ferros de palmo de boa nota. Albino Martins dobrou o forcado Fábio Caeiro que saiu lesionado no braço e saltou Albino à praça que consumou a segunda tentativa. Albino ainda foi a enfermaria da praça para ser visto por se queixar de dores nas costelas.

Rouxinol Jr. veio à Amieira executar duas bonitas lides típicas do seu toureio, tendo mais brilho na primeira do que na segunda. No que diz respeito à segunda lide de Luís Rouxinol Jr., este teve falta de touro para brilhar. Mesmo assim Luís, com uma excelente quadra, conseguiu uma bonita lide, levando o touro na garupa do cavalo. Rouxinol Jr. que decidiu ainda colocar o cavalo a fazer levada e a agradecer ao público, em momentos sempre do agrado do conclave. À parte disso, Luís andou bem nos compridos e melhor ainda nos curtos puxando o touro para o meio da arena e posteriormente chamando-o para tábuas para conseguir as cravagens, todas de bom nível. João Tiago pelos Amadores de Monsaraz pegou à primeira tentativa ganhando assim o prémio que estava em disputa.

Assim, o Grupo de Forcados Amadores de Monsaraz levou mais um prémio para casa nesta razoável tarde de touros em Amieira. A bancada teve uma boa afluência de pessoas, que em alguns momentos se mostraram desatentas e barulhentas. Esta corrida foi dirigida por Domingos Jeremias, assessorada pelo médico veterinário Matias Guilherme e no toque do cornetim esteve Ricardo Fernandes.

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

23,900FãsCurtir
154SeguidoresSeguir
123InscritosInscrever