Sexta-feira, Outubro 22, 2021

COVID-19: Proibida circulação “de e para a Área Metrolitana de Lisboa ao fim-de-semana”

COVID-19: Proibida circulação "de e para a Área Metrolitana de Lisboa ao fim-de-semana"

O Governo anunciou que está proibida a circulação “de e para a Área Metrolitana de Lisboa ao fim-de-semana“.

Esta proibição entra em vigor a partir das 15:00 de sexta-feira.

A medida serve para “não alargar situação” que se vive em Lisboa contendo assim o aumento dos casos de Covid-19 na área.

A ministra da Presidência garante que a medida tem enquadramento legal.

Albufeira, Arruda dos VInhos, Braga, Cascais, Lisboa, Loulé, Odemira, Sertã e Sintra “ficam com regras próximas das que tinhamos antes desta nova fase de desconfinamento como o encerramento de restaurantes até 22h30 ou público em atividades desportivas“, explicou a ministra da Presidência.

Mariana Vieira da Silva diz que “é difícil esta tomada de medidas, mas elas parecem-nos fundamentais para não fazer alastrar ao resto do país a situação que se vive em Lisboa“.

Mariana Vieira da Silva afirmou esta tarde que o país está numa “situação preocupante”, com a incidência de novos casos de covid-19 e o risco de transmissibilidade a aumentarem.

A incidência situa-se nos de 90,5 casos por 100 mil habitantes e o Rt (grau de transmissibilidade de infeção) para Portugal continental está nos 1,13, precisou Mariana Vieira da Silva em conferência de imprensa no final da reunião do Conselho de Ministros.

Estamos hoje claramente numa situação já bastante longe da zona verde e, portanto, o país está numa situação mais preocupante do que estava há uma semana, como um todo, com as desigualdades territoriais que conhecem”, afirmou a ministra.

Mariana Vieira da Silva explica que a situação em todo o país é “mais preocupante” do que a que se vinha a assistir com o índice de transmissibilidade “já claramente superior a 1” e com uma incidência que, sendo ainda mais baixa do quando se iniciou o período de desconfinamento, “a verdade é que está num crescimento significativo”.

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

23,900FãsCurtir
154SeguidoresSeguir
114InscritosInscrever