Terça-feira, Junho 22, 2021

COVID-19: Ricardo Baptista Leite emociona Cláudio Ramos após dar conta de drama no hospital

Ricardo Batista Leite esteve, hoje, no ‘Dois às 10’, para falar sobre o drama da pandemia da Covid-19.
Depois do vídeo publicado ontem, com um discurso sobre o dramatismo vivido no Hospital de Cascais, Ricardo Baptista Leite explicou no programa que “no sábado estava um médico, a liderar a equipa com uma frieza extraordinária, era um general no campo, e olhávamos caso a caso, as dezenas de casos que nos estavam a ser passados, e a determinar um plano para cada um deles. A dizer: estes são prioritários, estes vão a seguir. Não podemos fazer mais do que um de cada vez”.

Esta objetividade, esta racionalidade que ele tem ali, traduz-se depois na parte emocional quando chega a casa. Cada um de nós sabe como é que chega a casa, como é que chegamos às vezes ao carro, quando fechamos a porta e desligamos o momento”, acrescentou.

“Até ao final do mês não há grandes hipóteses. O mal está feito. Por mais que façamos a partir do dia de hoje, o vírus está disseminado. Este é o drama da Covid-19. Quando implementamos uma medida, demoramos duas semanas a ver o seu efeito. Mas, se não vamos a tempo de salvarmos mais vidas em janeiro, vamos fazê-lo para fevereiro, começando já. Há o dia a seguir, as coisas vão melhorar se todos fizermos a nossa parte”, disse ainda.

Cláudio Ramos ficou em lágrimas e afirmou que “ouvi-lo deixa-me emocionado. Emociona-me ver aquelas pessoas que estão a trabalhar para nós, e que não valorizamos, que nos esquecemos. E disse aí uma coisa muito importante, eles não podem estar sozinhos no campo de batalha. Nós temos que fazer a nossa parte. Porque se não eles estão a fazer um trabalho inglório, e são pessoas como nós. Tem um filho de quatro anos em casa, que fica em casa quando vai trabalhar. Obrigado”.

Redacçãohttp://www.infocul.pt
Redacção oficial do site infocul.pt

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

23,945FãsCurtir
154SeguidoresSeguir
99InscritosInscrever