Sexta-feira, Setembro 24, 2021

Estrella Morente enlouqueceu o público em Badajoz

Esta sexta-feira, o Auditório Municipal Ricardo Carapeto recebeu a penúltima noite da edição deste ano do Festival de Flamenco e Fado de Badajoz.

Lina e Raul Refree actuaram foram os artistas que abriram esta noite e durante aproximadamente uma hora, estiveram com nula comunicação com o público e apresentando o seu trabalho de forma quase ininterrupta.

Numa simbiose entre o piano, os teclados e sintetizadores de Raul e a voz de Lina, o espectáculo decorreu com forte impacto visual, quer pelo desenho de luz quer pela postura e expressão física de Lina.

O fado, neste projecto, ganha uma dimensão electrónica sem perder a sua essência. O público gostou e tributou forte ovação aos dois. Como ponto negativo, destaca-se a nula interacção com o público.

Do repertório constaram temas como ‘Medo’, ‘Gaivota’, ‘A mulher que já foi tua’, ‘Maldição’, ‘Quando eu era pequenina’, ‘Os meus olhos são dois círios’, ‘Foi Deus’, ‘Barco Negro’, ‘Cuidei que tinha morrido’ e ‘Avé Maria’.

Mas a grande estrela da noite era e foi Estrella Morente. A lotação do recinto estava quase toda esgotada e puderam vibrar com um extasiante espectáculo da cantora natural de Granada.

Estrella Morente tem o flamenco desde muito cedo na sua vida, ou não fosse filha de Enrique Morente, um conceituado cantor deste género musical.

A cantora natural de Granada apresentou-se em Badajoz e desde logo fez um grande elogio à cidade, explicando que desde muito pequena foi ensinada pelo pai a gostar desta localidade.

Com Estrella, a empatia se cria facilmente devido à sua extraordinária presença em palco, da sua voz poderosa e cheia de emoção, uma linguagem física muito intensa e uma raça que mantém desde início ao fim.

Depois, conta com fenomenais músicos, talentosos e sensíveis, que acabam por complementar todo o poder e qualidade de Estrella Morente.

Da música tradicional de Granada ao Flamenco tradicional, Estrella tem alguns elementos que a tornam única e cada vez mais um nome no topo da música em Espanha.

Revelou ainda que o Fado a apaixona e elogiou Lina e Raul Refree, que actuaram antes de si.

Uma noite inolvidável de Estrella Morente!

Texto: Rui Lavrador
Fotografias: Rute Nunes e Carlos Pedroso

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

23,900FãsCurtir
154SeguidoresSeguir
109InscritosInscrever