G.F.A. Monforte: “Não achei touros difíceis, mas era preciso estar minimamente bem à frente deles”

G.F.A. Monforte: "Não achei touros difíceis, mas era preciso estar minimamente bem à frente deles"

G.F.A. Monforte: “Não achei touros difíceis, mas era preciso estar minimamente bem à frente deles”, referiu o cabo, Nuno Toureiro, em declarações ao Infocul.pt.

Entrevista e Fotografia: Roberto Pingas Rodrigues
Texto: Rui Lavrador

A Praça de Touros de Santo Aleixo recebeu, ontem, um festival taurino de beneficência, em prol dos Bombeiros Voluntários de Monforte e do Centro Paroquial de Santo Aleixo.

Cartel composto por António Brito Paes, Parreirita Cigano, Emiliano Gamero que substituiu Francisco Núncio, Mara Pimenta, Joaquim Brito Paes e o amador Francisco Cortes, frente a novilhos de Branco Núncio.

As pegas estiveram a cargo dos forcados amadores de Monforte, Académicos de Elvas e Redondo.

No final da sua actuação, o cabo dos Amadores de Monforte, Nuno Toureiro, concedeu declarações ao Infocul.pt.

Penso que a primeira pega não foi aquilo que nós desejávamos, escolhi um elemento novo para a cara. É um elemento que tem alguns anos de grupo, mas poucos touros pegados. Infelizmente não correu bem e fez uma luxação no ombro. Foi à quinta tentativa e tivemos de resolver a sesgo. Nesta segunda pega, acho que o forcado esteve bem na cara do touro e o grupo resolveu da melhor maneira“, disse sobre a prestação do grupo.

Foram touros que se chegaram à frente, que cumpriram, não achei touros difíceis, mas era preciso estar minimamente bem à frente deles“, acrescentou.

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

28,904FãsCurtir
12,945SeguidoresSeguir
308SeguidoresSeguir
201InscritosInscrever