Luque e Palha triunfaram na corrida de touros do Colete Encarnado

Luque e Palha triunfaram na corrida de touros do Colete Encarnado, esta tarde, 3 de Julho de 2022.

Texto: Rui Lavrador
Fotografia: Rute Nunes e Carlos Pedroso

Em plena celebração do 90º aniversário do Colete Encarnado, Vila Franca de Xira recebeu uma corrida de touros, este domingo – 3 de Julho, na Praça de Touros Palha Blanco.

Praça cheia, quase esgotada na sua lotação máxima, ambiente quente e público festivo, anteviam uma excelente tarde de touros. E assim, foi, uma corrida com dinâmica, estilos distintos e actuações para todos os gostos.

O cartel foi composto pelos cavaleiros João Ribeiro Telles e Francisco Palha, os matadores Daniel Luque (que substituiu Antonio Ferrera, infectado com COVID-19) e Juanito e ainda os Forcados Amadores de Vila Franca de Xira. Lidaram-se touros de Canas Vigouroux, a cavalo, e Murteira Grave, a pé.

Abriu praça o cavaleiro João Ribeiro Telles frente a um touro de Canas Vigouroux, com 555 Kg. Um touro com excesso de peso, para a sua estrutura física, uma situação que claramente perturbou a sua mobilidade durante a lide, notando-se uma ligeira debilidade no membro anterior direito. Uma actuação de pouca chama por parte de Telles. Um touro que pedia um toureio em curto, o inverso do que João Telles fez. Ferros maioritariamente de praça a praça e com as reuniões a resultarem passadas, na sua maioria. Ainda assim, o director autorizou música desde cedo e o cavaleiro foi aplaudido pelo público.

Pega concretizada por Vasco Pereira, cabo do grupo de forcados amadores de Vila Franca de Xira, ao segundo intento.

Francisco Palha lidou o segundo touro de Canas Vigouroux, cujo peso foi de 570 Kg. Um touro que transmitiu pouco durante a lide, apesar da saída intempestiva à arena. Francisco Palha começou por se dobrar com o touro no centro da arena e, a partir daí, realizou uma actuação de boa nota. Bem na brega, a mexer no touro e a levá-lo para os terrenos que queria, para depois desenhar as sortes de frente e reunindo a preceito. A falta de transmissão do touro tirou impacto a uma lide de valor por parte do ginete.

Pega concretizada ao primeiro intento por Guilherme Dotti, com o grupo a responder bem.

Daniel Luque enfrentou um touro de Murteira Grave, com comportamento brusco, que acudiu pouco aos toques e com investida pouco clara. O toureiro espanhol não se amedrontou e esteve muito por cima do oponente. No capote pouco se mostrou, nas bandarilhas destacou-se João Ferreira e depois na muleta, os melhores momentos ocorreram pelo píton direita, através do qual Luque demonstrou maior profundidade e conseguiu superiorizar-se ao exemplar de Murteira Grave. Luque muito aplaudido pela afición Vilafranquense, após a lide que não teve direito a música, de forma errónea por parte de João Cantinho.

Juanito enfrentou um touro muito colaborante de Murteira Grave. Juanito desde cedo demonstrou que vinha a Vila Franca de Xira para triunfar. E fê-lo com valor e com a sua postura de tremenda garra. Luziu no capote, delegou as bandarilhas na quadrilha (destacou-se Luís Miguel Amado num par) e depois na muleta, armou o lio, colocando o público no bolso com uma facilidade aparente, pela exuberância em todos os momentos que decidiu aplicar na sua actuação. Toda a faena teve os melhores momentos pelo píton direito, visto que pelo esquerdo nada conseguiu fazer do touro. Raça e atitude de Juanito a marcarem a diferença, sacando tudo o que o touro tinha de bom para oferecer.

João Ribeiro Telles teve uma segunda actuação de melhor nota, comparativamente com a primeira. Com um touro mais colaborante que lhe permitiu executar o toureio da forma que mais o satisfaz, Telles teve uma prestação mais efusiva, tecnicamente nem sempre correcta nas reuniões, mas a conseguir chegar muito ao público.

Pedro Silva concretizou a pega ao primeiro intento.

Francisco Palha teve uma segunda actuação de muitos quilates. Frente a um touro que transmitia muito mais e que na reunião apertava, Palha esteve superior. Bem a entender o touro, bem na brega e a conseguir levar o touro para os terrenos mais convenientes e depois a desenhar as sortes com muita verdade e a rematá-las com vigor. Palha demonstrou, mais uma vez, e provou todo o seu valor. Se a verdade é barómetro, não se pode negar o triunfo ao ginete, na parte equestre desta corrida.

David Moreira concretizou a pega ao primeiro intento.

Daniel Luque recebeu o touro à Verónica, prosseguindo depois em templadas chicuelinas e rematando com uma larga. Nas bandarilhas destacou-se João Ferreira com dois excelentes pares (saudou de montera em mão). Na muleta, foi um caso sério e rubricou toureio caviar. Do caro, muito caro. Uma faena desenhada com temple, toureando muito devagar, fazendo o tempo parar e o aficionado saborear cada momento de uma faena extraordinária. Séries por ambos os pitons, melhor pela esquerda, destacando-se o toureio ao natural e de pureza cristalina. Triunfo sonoro e apoteótico em Vila Franca de Xira, na vertente apeada.

Juanito encerrou as actuações frente a um touro mais complicado, que exigia credenciais e não cedeu um palmo para Juanito errar, quando este errou, foi colhido sem consequências de maior. No capote, esteve pouco vistoso, o tércio de bandarilhas foi executado pela quadrilha e depois na muleta, pouco ou nada conseguiu sacar ao seu oponente. Foi acarinhado pelo público, mas esteve longe de triunfar nesta actuação.

Nota para a incoerência do director de corrida nos momentos em que atribuiu música aos artistas, da mesma forma que não se entende a distinção que fez entre o 4º e o 7º touro, um com direito a volta à arena e outro não.

Os touros de Murteira Grave destacaram-se pela boa apresentação, sobressaindo o 1º lidado por Juanito e o 2º lidado por Luque, em termos de comportamento. Os touros de Canas Vigouroux demonstraram pouca transmissão, embora estivessem bem apresentados.

A Tauroleve teve com este ‘casão’ um triunfo claro na aposta que fez para o cartel e na lide dos 8 touros.

A corrida foi dirigida por João Cantinho, assessorado por Jorge Moreira da Silva e com José Henriques no cornetim.

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

28,473FãsCurtir
12,912SeguidoresSeguir
293SeguidoresSeguir
176InscritosInscrever