Marcos Bastinhas feliz na Nazaré: “Foram duas actuações muito redondas”

Marcos Bastinhas feliz na Nazaré: “Foram duas actuações muito redondas”, disse em declarações ao Infocul.pt.

Marcos Bastinhas feliz na Nazaré: "Foram duas actuações muito redondas"

Entrevista e Fotografia: Rute Nunes e Carlos Pedroso
Texto: Rui Lavrador

A Praça de Touros da Nazaré recebeu, este sábado, uma corrida de touros com o cartel a ser composto pelos cavaleiros João Moura Jr., Marcos Bastinhas e Luís Rouxinol Jr., bem como os forcados amadores de Montemor e Vila Franca de Xira, frente a touros da ganadaria Passanha.

O cavaleiro Marcos Bastinhas, após as suas duas lides, concedeu declarações ao Infocul.pt, sobre a corrida, os touros que lhe calharam em sorte e ainda sobre a quadra de cavalos usada nesta corrida.

Fiquei muito satisfeito, vinha com muita ilusão. É sempre com grande responsabilidade que venho à Nazaré, uma praça pela qual tenho um carinho especial. Foram duas actuações muito redondas, não posso apontar nada às actuações. Os cavalos responderam da melhor forma, a ganadaria teve aqui uma grande corrida, uma corrida de aficionados, exceptuando este último touro. Isto é a festa, casa cheia, fiquei muito contente”, começou por nos dizer.

Num cartel composto por cavaleiros de dinastia, questionámos Marcos Bastinhas se os mais jovens destas dinastias mostram, ao competir entre si, que são o presente e o futuro da tauromaquia em Portugal.

Na minha opinião já estamos nesta guerra há alguns anos, mas vamos cada vez mais ficando maduros e isso nota-se tarde a tarde. Na minha opinião temos um grande naipe de cavaleiros, que temos estado a dar a cara por esta profissão e a dignificar a tauromaquia portuguesa”, destacou Marcos.

No primeiro touro usei o Danone e o Da Vinci, dois cavalos que me dão sempre muita confiança e que transmitem muita emoção para as bancadas, e terminei com um par de bandarilhas no Destinado. No segundo touro, recebi-o com o Invictus, de seguida usei o Goya, um cavalo deste ano e que me tem dado enorme êxitos, e depois um cavalo com o ferro lá da casa, que é sempre do agrado do público e que fez explodir as bancadas”, rematou, sobre a quadra de cavalos usada nesta corrida.

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

28,656FãsCurtir
12,914SeguidoresSeguir
300SeguidoresSeguir
180InscritosInscrever