Quarta-feira, Agosto 4, 2021

PSP Amadora deteve dois homens por disparos na via pública

O Comando Metropolitano de Lisboa da Polícia de Segurança Pública, através da Divisão Policial da Amadora, no dia 21 de janeiro, pelas 03h45, na freguesia da Encosta do Sol – Casal da Mira – procedeu à detenção de dois homens por serem suspeitos da prática do crime de detenção de arma proibida, após terem sido intercetados com uma arma de fogo calibre de 9mm, acompanhado por dois carregadores, 20 munições do mesmo calibre e um bastão de basebol.

Foi dada a comunicação de que vários indivíduos munidos de uma arma de fogo estariam a efetuar disparos na Avenida Raúl Rego. Dada a perigosidade da ocorrência e sendo no interior de uma zona urbana sensível foram para o local os meios considerados adequados, enquanto o Centro de Comando e Controlo de Videoproteção da Amadora monitorizava toda a situação em tempo real, facultando informações atualizadas acerca de características, posicionamento e comportamento dos suspeitos, bem como a viatura em que, alegadamente, se faziam transportar.

Quando a Polícia se preparava para entrar no bairro, os suspeitos apercebem-se da proximidade policial e iniciam a fuga às autoridades. Já no seu encalce foi-lhe dada ordem de paragem, a qual não foi acatada, vindo apenas a imobilizar a viatura mais à frente, depois de se aperceberem da presença de um terceiro carro patrulha, que neutralizava as suas possibilidades de fuga.

Dado os contornos da ocorrência, os polícias intervenientes fizeram recurso passivo à arma de fogo, vindo a verificar na viatura dois homens e duas e mulheres. Os suspeitos foram imediatamente sujeitos a uma revista sumária e de seguida foi verificada a viatura, onde se encontrou, por baixo do banco do condutor, uma pistola, acompanhada de dois carregadores e vinte munições e, na bagageira, um bastão do tipo taco basebol.

Uma vez que as caraterísticas dos suspeitos correspondiam às que tinham sido fornecidas anteriormente, foi-lhes em ato contínuo, dada voz de detenção.

Ambos os suspeitos continuam detidos, sob custódia desta Polícia por ordem de autoridade judiciária, que aguarda a perícia do Núcleo de Armas e Explosivos às armas encontradas na sua posse para que possa fundamentar a sua decisão e determinar as medidas de coação aplicáveis.

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

23,900FãsCurtir
154SeguidoresSeguir
102InscritosInscrever