Quarta-feira, Dezembro 1, 2021

Fernando Correia critica nova direcção de informação da TVI “pela forma como o contrato foi rescindido”

Fernando Correia trabalhou na TVI durante 16 anos e, agora, em entrevista ao jornal SOL critica a forma como a relação profissional terminou.

Apanhou-me completamente de surpresa. Foi em agosto, num período em que estava de férias“, disse.

Fernando Correio revelou que começou por haver um constrangimento por causa da pandemia, depois seguiram-se as férias e nessa altura o futebol esteve parado, o que, na opinião do jornalista, deu à TVI um “argumento válido” para não haver comentários.

Explicou ainda que Sérgio Figueiredo disse-lhe depois para voltar, mas com um novo acerto de vencimento ou um novo contrato.

O acordo foi fácil, mas Fernando Correio sofreu uma trombose ocular no dia em que regressava à TVI para a nova temporada.

Três semanas depois estava pronto a regressar, mas o ambiente estava confuso, devido à saída de Sérgio Figueiredo e a entrada de Anselmo Crespo, e era melhor esperar. T

É nesta altura que lhe ligam a dizer que o contrato ia ser rescendido porque havia uma nova política de comentadores.

Sugeriram então que seria pago à peça, 200 euros cada vez que lá fosse.

O jornalista fez depender o acordo do número de vezes que lá fosse.

É então que “recebi uma carta registada a dizer que o contrato tinha sido rescindido“.

Entrei para a TVI em 2004. Foram 16 anos de trabalho continuo, quase diário. Não esperava um final destes. Mas a surpresa maior foi pela forma como o contrato foi rescindido (…) Acho que não merecia isto“, disse, criticando a nova direção de informação.

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

23,900FãsCurtir
154SeguidoresSeguir
120InscritosInscrever